O futebol na Turquia não parou. E Obi Mikel rescindiu o contrato

Jogador nigeriano do Trabzonspor decidiu colocar termo ao seu contrato. "Não quero continuar a jogar nesta situação", justificou.

O futebol na Turquia não foi adiado, ao contrário da grande maioria dos campeonatos europeus, e vários jogadores não calam a sua revolta. Mas Obi Mikel passou das palavras aos atos e resolveu rescindir o contrato que o ligava ao Trabzonspor.

"A vida antes do futebol. Não estou tranquilo e não quero continuar a jogar nesta situação. Todos deveriam estar nas suas casas com as suas famílias num momento tão crítico como este. A época deveria ser cancelada, já que o mundo enfrenta uma situação muito turbulenta", referiu o jogador de 32 anos.

O internacional nigeriano, que chegou a ser jogador de José Mourinho no Chelsea, fez as malas e viajou para Londres, para junto da sua família. E nas redes sociais tem recebido o apoio de vários colegas de profissão, caso de Radamel Falcao, antigo jogador do FC Porto que joga no rival Galatasaray.

Em quase toda a Europa os campeonatos foram suspensos, mas na Turquia as autoridades que mandam no futebol e o governo decidiram apenas decretar jogos à porta fechada.

O Trabzonspor é o atual líder do campeonato turco e tem dois jogadores portugueses no plantel: Manuel da Costa e João Pereira.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG