Neymar recusou treinar por não ter sido convocado para jogo da Taça

O internacional brasileiro ficou de fora dos planos do treinador Thomas Tuchel no jogo de 12 de fevereiro com o Dijon. E como retaliação recusou treinar-se.

Mais uma polémica com Neymar. Segundo o jornal francês L'Équipe, o jogador brasileiro recusou treinar no dia seguinte a não ter sido convocado pelo treinador Thomas Tuchel para o jogo frente ao Dijon, relativo à Taça de França, que os parisienses venceram por 6-1, a 12 de fevereiro.

O técnico do PSG justificou inicialmente que a ausência de Neymar era uma forma de poupar o jogador para o confronto da Champions com o B. Dortmund (chegou a estar em dúvida). Mas pelos vistos os argumentos não convenceram o brasileiro, que no dia a seguir ao jogo com o Dijon terá recusado treinar-se.

Neymar atuou depois na derrota do PSG com o Dortmund (2-1), mas no final do jogo não escondeu o seu desagrado. "Tivemos muitas discussões sobre isso. Eu queria jogar, sentia-me bem, mas o clube estava com medo e fui eu quem sofreu no final. Eu estaria melhor esta noite se tivesse jogado antes ", revelou Neymar após a derrota em Dortmund (2-1) na Liga dos Campeões.

Mais Notícias