Nem Neymar nem Bolsonaro ficaram indiferentes. Flamengo é "dono da América"

As capas de jornais do Brasil encheram-se de vermelho e preto. Neymar saltou e Bolsonaro festejou. O clube de Jorge Jesus é campeão e ninguém parece ter ficado indiferente.

O Brasil começou por chorar, depois sambou e o Flamengo fez novamente história. Passados 38 anos, o clube brasileiro de Jorge Jesus volta a sagrar-se campeão da Taça Libertadores de 2019, ao vencer o argentino River Plate por 2-1, num jogo que ficou decidido aos 90'+2 minutos. No dia seguinte, este domingo, os jornais enchem-se de vermelho e preto, com imagens de Gabigol, o avançado que acabaria por decidir a vitória do clube, e do levantar da taça. E até o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, festejou. Nas redes sociais, o jogador Neymar mostra uma casa eufórica com a vitória.

"Dono da América". A alcunha está dada. E foi com ela que o jornal brasileiro Meia Hora acordou esta manhã, na capa, em que Gabigol aparece a agarrar e a admirar o troféu mais importante da América do Sul. "Virada Monumental" com "Jesus no controlo", dizem. "E agora o seu povo pede o mundo de novo!"

Em letras garrafais, o jornal O Dia escreve: "Mengão acima de tudo". "Foi melhor que a encomenda", lê-se. O Flamengo de Jorge Jesus conseguiu um marco histórico "numa virada espetacular", "com dois golos heroicos nos minutos finais". Feitas as contas, já lá vão quase quatro décadas desde que o clube venceu a Taça Libertadores e o jornal Expresso quis recordar o feito antigo. "Vale a pena ver de novo!", grita na capa deste domingo. E, na internet, o Estadão recorda que este título foi conseguido "de forma histórica".

Nas redes sociais, partilharam-se sustos, lágrimas e saltos de alegria. Após o jogo deste sábado, a página de Twitter do Flamengo publicou um vídeo onde mostra o jogador Pablo Mari Villar emocionado. "Lágrimas de um gigante. Você está na história do Maior do Mundo! Obrigado por tudo!", agradece o clube.

"Isto é futebol!", escreveu também o presidente Jair Bolsonaro, que fez questão de felicitar a equipa pelo título na sua conta de Twitter. "Parabéns Flamengo, campeão da Copa Libertadores da América 2019! Partida emocionante e histórica. O Mengão é o Brasil no Mundial de Clubes. Estaremos na torcida!"

A euforia espalhou-se até à casa de um dos mais famosos jogadores brasileiros, Neymar. O atual jogador do Paris Saint-Germain partilhou um vídeo nas redes sociais, em que aparece a saltar e a festejar o golo que deu a vitória ao Flamengo, rodeado de várias outras pessoas. "Vamos Flamengo. É Brasil", escreveu o jogador.

A festa também passou por Portugal. Este sábado, as Docas de Alcântara, em Lisboa, receberam centenas de adeptos do Flamengo, portugueses e brasileiros. Os cachecóis e bandeiras dançaram no ar, em frente a um ecrã gigante, e a voz até falhou na hora de gritar 'golo'.

Este é também um marco para o técnico Jorge Jesus. "É o título mais importante da minha carreira até hoje", disse, em entrevista à Sport TV, após a conquista da taça. O portugu~es lembrou que "a Libertadores está para este continente como a Liga dos Campeões está para a Europa" e que "esta final foi vista em 176 países e por milhões de pessoas". "Qualquer uma poderia ter ganhado. Os adeptos do Flamengo são impressionantes e precisavam de transportar isto para títulos. Um está ganho, falta o campeonato, que é tão importante para mim. Para os adeptos este era o mais importante e felizmente virámos o resultado."

E deixou "uma palavra para Portugal": "sei que o Flamengo tem sido uma paixão grande, não sei se eram dez milhões mas muitos milhões de portugueses estavam a fazer força para o Flamengo ganhar. Um grande beijo e tenho muito orgulho em ser português."

Mais Notícias