Selecionador belga garante que vai manter 3x4x3 frente ao Brasil

Roberto Martinez garantiu esta quarta-feira que não pensa mudar o sistema de jogo para o encontro dos quartos de final do Mundial 2018 frente ao Brasil, apesar de reconhecer que os sul-americanos são favoritos.

"Não podemos mudar o que somos, e somos uma equipa de ataque. O Brasil e nós estamos desenhados para marcar golos e tentar vencer", disse o espanhol Roberto Martínez.

O selecionador da Bélgica considerou que o "Brasil é uma das equipas favoritas à vitória final", e admitiu que esse facto coloca a sua equipa "num cenário e num papel distinto" do da seleção sul-americana, que já conquistou cinco títulos mundiais.

Martínez referiu que "é preciso atacar e defender com os todos jogadores" porque a equipa brasileira "tem um equilíbrio fantástico", e minimizou a ausência do médio defensivo Casemiro, devido a castigo.

O espanhol considerou que se a sua equipa jogar com a mesma mentalidade com que jogou nos oitavos frente ao Japão, tem muitas possibilidades de vencer.

"Trabalhámos durante anos, e estamos preparados. Ganhámos todos os jogos e marcámos 12 golos. Se jogarmos bem, temos muitas hipóteses de seguir em frente, mas não há margem de erro. Se dermos uma oportunidade ao Brasil, eles vão aproveitar", disse.

A Bélgica, que pela segunda vez consecutiva marca presença nos quartos de final do Mundial, defronta na sexta-feira o Brasil, depois de se ter imposto ao Japão nos oitavos (3-2) e de ter vencido os três jogos da fase de grupos, frente a Panamá (3-0), Tunísia (5-2) e Inglaterra (1-0).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG