Ministério Público quer reabrir processo do caso do transplante de Abidal

O antigo jogador do Barcelona teve de recorrer a um doador vivo e as autoridades espanholas ainda têm muitas dúvidas sobre a legalidade do processo

O Ministério Público espanhol, denominado de Fiscalía, decidiu pedir ao juiz a reabertura do processo em que está envolvido o ex-futebolista francês Eric Abidal devido ao processo de doação de fígado para que o antigo defesa do Barcelona pudesse fazer um transplante, que se realizou em 2012 no Hospital Clínic de Barcelona.

Abidal estaria na lista de espera para receber um órgão, mas devido à súbita evolução do cancro, os médicos propuseram ao francês que fosse encontrado um doador vivo, que encerraria alguns riscos para o referido doador.

Pois bem, o jogador foi acusado de ter recebido um fígado de forma ilegal, num processo que envolveu o ex-presidente do Barça, Sandro Rosell, que alegadamente teria comprado um fígado, num processo que foi arquivado no início deste ano. A Organização Nacional de Transplantes, havia considerado, em apenas seis dias, que o transplante se realizou conforme a lei, uma decisão que não é aceite pelo Ministério Público.

Em comunicado, a Fiscalía revelou que a 20 de julho pretende esclarecer as diferenças de datas que surge nos diferentes documentos do processo de transplante, tendo ainda assinalado que é preciso determinar com exatidão a identidade do doador, que segundo Abidal, atual secretário-técnico do Barcelona, havia sido um primo residente em França que dava pelo nome de Gerard.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG