Militares no Afeganistão apoiam a seleção (com vídeo)

Os militares portugueses destacados no Afeganistão gravaram um vídeo para desejarem boa sorte e deixarem uma mensagem de esperança à seleção nacional de futebol que este sábado joga com a seleção francesa para a Liga das Nações.

O vídeo de cerca de um minuto e meio faz uma associação entre as dinâmicas de uma força de combate e de uma equipa de futebol em campo, alternando imagens dos militares da 5.ª Força Nacional destacada na missão da NATO 'Resolution Support' envergando a farda e equipamento militar e o equipamento da seleção nacional de futebol.

"Cada um de nós combate no seu terreno, por Portugal" é o mote do vídeo, que deixa várias mensagens à seleção nacional de futebol, lembrando a necessária preparação "antes de entrar em ação" e que é preciso entrar em campo "motivado e ponto para dar tudo".

"Para ultrapassares os obstáculos, fazes o que melhor sabes, com garra e vontade" refere ainda o texto que acompanha o vídeo lembrando que "no final, o todo é maior do que a soma das partes" e pedindo à seleção nacional de futebol que hoje "combata por nós".

Num comunicado divulgado este sábado (14 de novembro), o Estado Maior General das Forças Armadas refere que antes da partida desta força para o Afeganistão, a Federação Portuguesa de Futebol forneceu um conjunto de equipamentos para cada militar, o que permitiu a realização deste vídeo através de imagens que associam as dinâmicas de uma força de combate e de uma equipa de futebol no 'campo de batalha'.

Esta 5.ª Força Nacional Destacada no Afeganistão é composta por 168 militares do Exército português, que são responsáveis pela segurança dos cerca de 5.000 residentes no aeroporto internacional 'Hamid Karzai', em Cabul.

Portugal recebe hoje a França - às 19.45 no Estádio da Luz - em encontro da quinta jornada do grupo 3 da Liga das Nações A, que pode ser decisivo para o apuramento para as meias-finais.

As duas seleções têm ambas 10 pontos, mas a seleção nacional lidera o grupo, com melhor diferença de golos (9-1 contra 7-3), quando faltam disputar duas rondas.

Mais Notícias