Membros da direção do Sporting apresentaram queixa na polícia por agressões

Segundo o clube, Miguel Afonso, vogal da direção, foi agredido com um pontapé, enquanto Filipe Osório de Castro, vice-presidente do Sporting, foi alvo de insultos e tentativa de agressão.

Os dois membros da direção do Sporting que dizem ter sido alvo de agressões verbais e físicas, Miguel Afonso e Filipe Osorio de Castro, apresentaram queixa na PSP de Telheiras esta segunda-feira.

O episódio terá acontecido depois do jogo de futsal, que o Sporting ganhou ao Benfica (2-0) e antes do início do encontro de futebol com o Portimonense, para a 20.ª ronda da I Liga de futebol (triunfo, por 2-1). Na mesma altura em que decorria uma manifestação anti-Varandas.

O clube repudiou em comunicado as agressões. "O Sporting vem por este meio repudiar mais um episódio de violência ocorrido nas instalações de Alvalade. Miguel Afonso, vogal da direção do Sporting Clube de Portugal, foi agredido ao pontapé por pessoas identificadas com adereços da Juventude Leonina. A filha adolescente, que o acompanhava, foi cuspida e insultada. Também Filipe Osório de Castro, vice-presidente do Sporting, foi alvo de insultos e tentativa de agressão", pode ler-se no documento, onde os agressores são rotulados de "cobardes".

A claque Juve Leo desmarcou-se das agressões, mas prometeu reunir esta segunda-feira para averiguar.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG