Médico do FC Porto explica situação de Casillas: "Por sorte, foi diagnosticado rapidamente"

Guarda-redes espanhol sofreu um enfarte do miocárdio, durante um treino dos dragões, esta quarta-feira

O médico do FC Porto, Nelson Puga, explicou esta quarta-feira, ao detalhe, os momentos em que Iker Casillas sofreu um enfarte do miocárdio, durante um treino dos dragões."Por sorte, foi diagnosticado rapidamente e os procedimentos correram bem. Pedimos para ter uma equipa no Olival em alerta quando suspeitámos que poderia ser esta situação clínica e colocaram-nos uma equipa de prevenção para que, mal ele chegasse ao hospital, pudesse ser diagnosticado e intervencionado", começou por dizer, em declarações ao Porto Canal.

Depois, após ser feito o diagnóstico, foi atuar rapidamente em termos de hemodinâmica. "Ele fez um cateterismo e os colegas de cárdio que atuaram no hospital foram também muito eficazes na resposta que deram, em particular o colega que fez um cateterismo, que também tem mãos como o Iker na baliza para fazer estes procedimentos", explicou Puga.

O médico do FC Porto garantiu ainda que Casillas se sente bem: "Foi resolvido sem que ele ficasse com qualquer tipo de sequelas. Está estável, com o humor que o caracteriza e vai iniciar os primeiros passos na sua recuperação."

E o futuro?

"O futuro? É muito cedo para nos pronunciarmos acerca disso. Vai depender de muitos fatores: da medicação que ele terá necessidade de fazer, da avaliação que terá de ser feita não apenas em situações de repouso, mas também nas situações de stress com o exercício físico a que ele é sujeito nesta atividade de alta competição e também da vontade que ele tenha em continuar a fazer este tipo de atividade. Só depois de ponderados estes fatores, com muita calma e diálogo, é que vai decidir-se se vai e quer continuar. Mas que vai ficar perfeitamente recuperado e estabelecido, temos praticamente a certeza", explicou Nélson Puga.

Casillas também já tranquilizou o Mundo e mostrou uma fotografia sua no hospital, dizendo que continua com as "forças intactas", apesar do "susto grande".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG