Marcel Keizer: "É muito cedo para falarmos de títulos"

O treinador do Sporting admite que os três primeiros jogos sob o seu comando foram "bons", mas assume que o mais importante agora é ver ver como a equipa funciona coletivamente

Marcel Keizer, treinador do Sporting, deixou bem claro este sábado que o seu objetivo é dar um passo de cada vez, razão pela qual não assume neste momento qualquer candidatura à conquista do título nacional.

"Não consigo dizer isso ainda. Penso que temos de fazer progressos com a equipa e com os jogadores. Os primeiros três jogos foram bons, amanhã [este domingo] poderemos ver como estamos, mas é muito cedo para falar de títulos. Prefiro falar sobre bom futebol e como estamos coletivamente em campo. Isso é que é importante agora", adiantou o holandês, que vai fazer diante do Desp. Aves o primeiro jogo em Alvalade.

"Quero o Sporting a jogar um futebol atacante e que os jogadores se divirtam em campo. Espero que os adeptos apoiem e gostem da equipa. Estou bastante ansioso por jogar no estádio com eles", admitiu, explicando que o Dersp. Aves é "uma equipa compacta, forte defensivamente e boa nas transições". "Tem jogadores muito rápidos e perigosos. Vamos ter que ser bons para marcar e não sofrer golos", sublinhou Keizer.

Keizer desvalorizou depois o facto de os avenses terem sido os carrascos do Sporting na última final da Taça de Portugal. "Queremos mostrar coisas boas aos nossos adeptos. A derrota do ano passado não é importante neste momento. Este é um jogo do campeonato que queremos ganhar", disse.

Questionado sobre as alterações que fez no Sporting desde chegou para que a equipa esteja a jogar de uma forma mais atrativa, o holandês respondeu a sorrir: "Não fiz nada." "Treinamos e divertimo-nos no treino. Mas treinamos duro, sempre focados no treino e nos jogos que aí vêm. Temos boa qualidade não só no onze, mas no plantel. E há jogadores que querem entrar. Não é nada de especial, temos bons jogadores que gostam de jogar bom futebol e espero que possamos continuar. Nos últimos três jogos jogámos um futebol ofensivo, mas também defendemos muito bem. Os jogadores jogaram bem e divertiram-se no campo, e isso é importante", adiantou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG