Manchester United de mal a pior. Frango de De Gea na derrota com último classificado

Red devils perderam por 2-0 com o Watford, em jogo da 18.ª jornada da Premier League. Deeney marcou e recusou pressão:"Pessão para mim é ver a minha mãe ter três empregos para pagar o Natal."

O Manchester United foi derrotado pelo último classificado, o Watford, por 2-0, este domingo, em jogo da Liga inglesa de futebol que ficou marcado por um frango de De Gea e o regresso de Paul Pogba à equipa.

Com um nulo ao intervalo, a história do jogo em Vicarage Road começou a escrever-se aos 49 minutos, quando De Gea deixou passar entre as mãos uma bola aparentemente inofensiva, num remate do senegalês Ismaila Sarr, aos 50.

Desconcentrado, o United não teve sequer tempo de reação e quatro minutos depois, com falta de Wan-Bissaka sobre Sarr, uma grande penalidade, que Troy Deeney converteu, dando um confortável 2-0 ao Watford.

Soljskaer ainda fez entrar Paul Pogba, aos 64, mas o United foi incapaz de mudar o rumo dos acontecimentos, numa época em que continua demasiado inconstante, com cinco derrotas e sete empates em 18 jornadas, pouco para o clube.

O médio internacional francês não jogava desde 30 de setembro, há quase três meses, devido a uma lesão no tornozelo, mas esta época só venceu um dos sete jogos que disputou com o United, num desempenho que tem duas derrotas e quatro empates.

A equipa do Manchester United segue em oitavo lugar na Premier League. Já o Watford é último classificado, numa tabela liderada pelo Liverpool, tendo apenas 12 pontos somados e duas vitórias em 18 jornadas.

A lição de vida do herói Troy Deeney

De regresso à competição, Troy Deeney marcou o segundo golo do triunfo do Watford. No final do encontro, o avançado foi questionado acerca da pressão no momento de bater o penálti e ele surpreendeu na resposta. "Estive três meses e meio de fora? Não vou dizer que estive a pensar em marcar golos. Só queria ficar apto para ajudar a equipa o máximo que conseguisse. Estou sempre confiante. Disse antes que pressão para mim é ver a minha mãe ter três empregos para pagar o Natal. Isto é o futebol, entendes? Se marcar, muito bem. Se falhar, falhei. Jogamos outra vez na próxima semana, certo? Isto não é pressão para mim, é a vida real", disse o capitão do Watford à Sky Sports.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG