Manchester United caiu com estrondo aos pés do Everton de Marco Silva

Equipa do treinador português vencer os red devils por 4-0. Foi a derrota mais pesada da época para a ex-equipa de Mourinho...

O Domingo de Páscoa foi um dia de festa para o Everton de Marco Silva, que recebeu e goleou o Manchester United, por 4-0, em partida da 35ª jornada da Premier League. Há quatro anos que os toffees não batiam os red devils. O treinador português conseguiu novo triunfo frente a um grande de Inglaterra, ele que no último mês bateu Chelsea e Arsenal e empatou com o Liverpool.

Em Goodison Park, André Gomes não foi opção do lado do Everton por estar a cumprir suspensão, mas o Everton cedo se impôs na partida. Aos 13 minutos já estavam na frente do placar, graças a um golaço de Richarlison. Depois aos 28', Sigurdsson ampliou a vantagem, com os restantes golos a surgirem na segunda parte, por intermédio de Digne, aos 56', e Walcott, aos 64'.

Diogo Dalot foi titular no Manchester United e não teve uma tarde nada fácil.

Poucos dias depois de ter sido eliminado de forma clara da Liga dos Campeões, contra o Barcelona, Solskjaer voltou a perder. Foi a derrota mais pesada da época ao Manchester United e a sexta nos últimos oito jogos. Os próximos dois jogos do United são contra o City, na quarta-feira, e contra o Chelsea, no domingo.

O Manchester United mantém a sexta posição, com 64 pontos, enquanto Marco Silva sobe ao sétimo lugar da tabela classificativa, lugar esse que pode dar acesso à Liga Europa, caso o City vença a Taça de Inglaterra.

Solskjaer pede desculpa

"Desde o apito inicial, tudo correu mal, e quero pedir desculpa aos adeptos, que foram as únicas pessoas de cabeça levantada e o nosso escudo na camisola", lamentou o técnico, em declarações à Sky Sports, explicando que os jogadores têm "de fazer muito mais" para representarem o clube.

Solskjaer disse que o Everton, que subiu a sétimo num mês em que já bateu Chelsea e Arsenal, foi "melhor em tudo", que os seus jogadores "não foram dignos de estarem na equipa do Manchester United" e que pretende ter a equipa "mais trabalhadora de todas", à imagem das que foram orientadas pelo escocês Alex Ferguson.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG