Lionel Messi não comparece aos exames à covid-19 no FC Barcelona

O futebolista internacional argentino Lionel Messi falhou este domingo a apresentação no FC Barcelona para realizar as provas PCR, de diagnóstico à covid-19, como tinha afirmado que iria fazer.

Messi manifestou vontade de deixar o clube em que fez toda a carreira profissional e grande parte da formação, tendo em conta uma cláusula no seu contrato, que o FC Barcelona contesta por considerar que foi ultrapassado o prazo para que a mesma se possa aplicar.

Ao falhar os testes à covid-19, a 'estrela' argentina estará também fora do regresso ao trabalho da equipa de futebol, que arranca com os treinos na segunda-feira, sob o comando de novo treinador, o holandês Ronald Koeman.

Ao contrário de Messi, quem marcou hoje presença nas instalações da cidade desportiva foram Luís Suárez e Arturo Vidal, jogadores que, segundo a imprensa, não farão parte das opções de Koeman para o futuro do 'Barça'.

Outros que também hoje realizaram as provas clínicas foram Gerard Pique, Jordi Alba, Ousmane Dembélé, Ter Stegen ou Clement Lenglet.

A crise no clube começou a arrastar-se com a perda da Liga espanhola para o Real Madrid, numa época em que Quique Setién entrou em janeiro para o lugar de Ernesto Valverde, mas que, na retoma em junho, após a suspensão devido à covid-19, teve uma série de maus resultados e viu o Real Madrid ser campeão.

A situação agravou-se na Liga dos Campeões, num formato a um único jogo desde os quartos-de-final e com a competição a decorrer em Lisboa, com o FC Barcelona a sofrer a maior derrota europeia da sua história, goleado pelo Bayern Munique, por 8-2.

Mais Notícias