Lazio assume liderança e faz sonhar Pippo Inzaghi em jornada marcada pelo coronavírus

Equipa romana venceu o Bolonha, este sábado, por 2-0, e subiu à liderança do campeonato, na 26.ª jornada. Juventus-Inter e mais quatro jogos adiados geram polémica.

A Lazio é a nova líder do Calcio. A equipa romanda venceu este sábado na receção ao Bolonha (2-0) na 26.ª jornada na liderança da Liga italiana de futebol. A liderança laziale vai durar algum tempo, uma vez que o Juventus-Inter de Milão, que estava agendado para domingo, foi adiado devido ao coronavírus.

Foi o quarto triunfo seguido da equipa de Pipoo Inzaghi, que já leva 21 jogos consecutivos sem perder na Serie A do Calcio - desde 25 de setembro de 2019, na visita ao Inter (1-0). O triunfo frente ao Bolonha foi construído em apenas três minutos. Aos 18 minutos, o médio espanhol Luis Alberto abriu o marcador, para depois assistir o avançado argentino Joaquín Correa para o segundo, aos 21'. Depois foi gerir o resultado até ao apito final.

A Lazio, que não vence o título italiano desde 2000, então com Sven-Goran Eriksson como treinador e os portugueses Fernando Couto e Sérgio Conceição no plantel. Pipo Inzaghi foi jogador e agora é o treinador do novo líder do campeonato:"Estamos em primeiro lugar com muito mérito. Sonho com uma festa igual à de 2000."

Paulo Fonseca: "Se um jogo é adiado, deviam ser todos"

Para já a equipa romana lidera o campeonato, com 62 pontos, mais dois do que a Juventus (menos um jogo) e mais oito do que o Inter (menos dois jogos).

O duelo entre os bianconero e os nerazzurro (iam jogar à porta fechada) foi um dos cinco jogos da 26.ª jornada adiados pela Liga italiana, para 13 de maio, devido à epidemia de Covid-19, provocada por um novo coronavírus. A decisão não agradou aos clubes e o Inter falou mesmo em "campeonato adulterado".

Andrea Agnelli já tinha mostrado preocupação com o jogo à porta fechada, estimando um prejuízo de cinco milhões de euros. Já o CEO do Inter de Milão, Beppe Marotta, disse à Sky Sport 24 estar "surpreso" com o momento da decisão: "Não quero abrir uma polémica, mas tudo poderia ter sido melhor gerido. Poderia ter sido tratado mais cedo."

Além do embate entre o conjunto de Cristiano Ronaldo e o Inter de Milão, foram adiados os encontros Udinese-Fiorentina, Milan-Genova, Parma-Spal e Sassuolo-Brescia.

Por estar fora das zonas consideradas de "alto risco" de contágio, juntamente com o Lazio-Bolonha, a liga italiana decidiu manter o Nápoles-Torino (sábado), o Lecce-Atalanta e o Sampdoria-Verona (ambos domingo). E ainda o duelo da Roma com o Cagliari. Algo que não agradou a Paulo Fonseca. Para o treinador da Roma, "se um jogo é adiado, deviam ser todos", para "não haver dúvidas sobre a regularidade desportiva".

Mais Notícias