Keizer espera que Acuña fique e não comenta Doumbia que está em Lisboa para assinar

Jogador argentino é pretendido pelo Zenit, da Rússia, num negócio que pode render 20 milhões aos leões. Mas o treinador gostava de o manter no plantel. Comentários ao reforço Doumbia ficam para mais tarde.

Marcel Keizer, treinador do Sporting, comentou esta terça-feira a possibilidade de Marcos Acuña deixar a equipa já este mês, numa altura em que decorrem negociações entre a SAD do Sporting e o Zenit, da Rússia, numa transferência que envolve cerca de 20 milhões de euros. Sobre o reforço Doumbia, que deve ser oficializado em breve, deixou uma análise para mais tarde.

"Gosto dele como jogador. Espero que fique no Sporting", atirou o técnico leonino, não se alongando em mais comentários. Questionado sobre o interesse do Sporting em Idrissa Doumbia, médio defensivo costa-marfinense, o treinador também foi de poucas palavras: "Não posso falar, ainda não está cá. Temos de esperar para fazer a análise." Doumbia já está em Lisboa para realizar testes médicos e assinar contrato com o Sporting válido por quatro épocas e meia. O jogador chega do Akhmat Grozny, da Rússia, e vai custar cerca de cinco milhões de euros aos cofres leoninos.

O Sporting desloca-se esta quarta-feira a Santa Maria da Feira para defrontar o Feirense, em jogo dos quartos-de-final da Taça de Portugal. Marcel Keizer queixou-se da sobrecarga de jogos e admitiu que gostava de ter mais tempo para preparar a equipa e dar descanso aos jogadores.

"São de facto muitos jogos seguidos. É bom para os jogadores porque querem competir, mas pode ser demasiada carga. Jogámos o clássico com o FC Porto, agora vamos jogar no campo do Feirense e dois ou três depois voltamos a jogar. Para a qualidade do futebol seria melhor que houvesse mais tempo de descanso", referiu, pedindo qualidade frente ao Feirense: "Eles têm avançados rápidos, são organizados e coesos. Pressionam bastante e temos de estar no nosso máximo."

Marcel Keizer, que esta terça-feira completou 50 anos - "temos de continuar a fazer o nosso trabalho, seja no dia do nosso aniversário ou não" -, disse que quer vencer o Feirense para chegar às meias-finais da Taça de Portugal e voltou a abordar o desempenho da sua equipa com o FC Porto (0-0): "Toda a gente pode ter opinião sobre a nossa prestação. Tentámos tudo, foi muito tático, muito intenso. Se há treinador que gosta de futebol atacante sou eu. Esperamos marcar mais golos, nesse dia não foi possível."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG