Judoca português perde combate por causa de telemóvel (com vídeo)

Representante nacional no Grand Slam, que está a decorrer no Azerbaijão, foi desclassificado por levar telemóvel para o tapete.

Esquecimento fatal em Baku. O judoca Anri Egutidze, representante de Portugal e candidato à vitória na categoria de 81 quilos na prova do Grand Slam, foi eliminado ao fim de 13 segundos no combate de sábado.

Anri Egutidze estava em luta com o sueco Robin Pacek quando, durante um movimento mútuo para derrubar o adversário, o telemóvel esquecido no quimono do judoca português caiu.

A infração valeu-lhe a desclassificação porque as regras do judo proibem a presença de qualquer objeto no tapete durante um combate.

Anri Egutidze tem 23 anos, é natural da Geórgia e tem nacionalidade portuguesa.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG