Benfica oficializa contratação de Jorge Jesus na CMVM

Treinador já chegou a acordo com o clube da Luz. Vai assinar por três anos e receber cerca de três milhões de euros limpos por época. Encarnados vão pagar dois milhões de euros ao Flamengo, apurou o DN

Jesus está de regresso ao Benfica. Cinco anos depois de sair da Luz e se mudar para o rival Sporting - caso até acabou em tribunal -, o técnico volta ao clube onde foi quatro vezes campeão. Para trás fica um percurso brilhante e histórico no Flamengo.

O Benfica anunciou esta sexta-feira na CMVM que "entrou em contacto com o Flamengo, dando conta da sua intenção de contratar o treinador Jorge Jesus, tendo encetado negociações para o efeito" e que apresentou uma proposta de contrato de trabalho ao treinador, que a aceitou.

Pouco antes, tinha sido o Flamengo a dar conta da saída do treinador no seu site oficial. "O Clube de Regatas do Flamengo informa que, em reunião realizada na tarde desta sexta-feira, o técnico Jorge Jesus comunicou que, exercendo seu direito contratual, está-se desligando do clube para voltar para Portugal. Apesar de lamentar a perda de seu vitorioso técnico, o Flamengo respeita esta decisão pessoal", informou o emblema carioca no seu site oficial.

"Em nome de toda a diretoria e dos 42 milhões de rubro-negros que formam a maior torcida do mundo, o nosso maior agradecimento a ele e toda sua comissão técnica por tudo o que foi feito e o nosso desejo que continuem mantendo o enorme sucesso como tiveram connosco", acrescentou.

Depois de avanços e recuos durante a semana, um telefonema entre Jorge Jesus e Luís Filipe Vieira esta madrugada desbloqueou a situação. O clube aceitou pagar ao Flamengo para ter o técnico de volta. O Benfica vai pagar um milhão de euros de indemnização ao emblema brasileiro e mais um milhão pago pelo mengão quando o ténico renovou com o português em maio, segundo a TVI e já confirmado pelo DN junto de fonte próxima do treinador, que "não gosta de quebrar projetos".

Na Luz, Jesus vai receber cerca de três milhões de euros limpos por cada uma das três época de duração do vínculo.

A evolução da pandemia no Brasil, as notícias nos últimos dias sobre uma alegada relação extraconjugal, a incerteza quanto à realização da Taça Libertadores, o adiamento do Mundial de Clubes (grande objetivo para o segundo ano de Flamengo) e a indefinição quanto ao início do Brasileirão ajudaram o treinador a decidir-se pelo regresso a uma casa onde foi feliz. Isto apesar de o presidente do Flamengo ter garantido à nação flamenguista que ele iria estar no regresso ao trabalho na segunda-feira.

Jesus regressará a Portugal com João de Deus, Tiago Oliveira (adjuntos), Mário Monteiro, Márcio Sampaio (preparadores físicos), Gil Henriques e Rodrigo Araújo (analistas).

No Flamengo somou o sexto título esta semana em pouco mais de um ano, ao vencer o campeonato Carioca frente ao Fluminense. Os triunfos na Taça Libertadores e no campeonato brasileiro em 2019 colocaram-o na história do Fla e valeram-lhe muitas condecorações.

Jorge Jesus será o décimo treinador a regressar ao Benfica, clube de onde saiu no final da época 2014-15, depois de seis temporadas em que se tornou no técnico com mais títulos conquistados na história do clube. Dos anteriores nove treinadores, apenas três não foram felizes. Foram eles os húngaros Lippo Hertzka e Béla Guttmann e o espanhol José Antonio Camacho, que não conquistaram qualquer troféu na segunda passagem pelo Benfica.

O agora ex-treinador do Flamengo vai viajar para Portugal assim que conseguir. Como não há voos do Rio de Janeiro para Lisboa, o treinador e a equipa técnica terão de ir a São Paulo para apanhar um avião, uma vez que alugar um avião particular não é viável nesta altura.

Mais Notícias