Jorge Jesus: "Rangers tem um sistema de jogo parecido com o Liverpool"

O treinador do Benfica admitiu fazer algumas mudanças no onze para o jogo desta quinta-feira para a Liga Europa, onde irá defrontar o adversário "mais forte" do grupo.

Jorge Jesus, treinador do Benfica, abordou esta quarta-feira a partida de amanhã, 17.55 horas, na Luz com os escoceses do Rangers, a contar para a 3.ª jornada da Liga Europa, considerando que a equipa treinada por Steven Gerrard "tem um sistema de jogo parecido com o do Liverpool".

"Vamos encontrar um adversário que, com o Benfica, vai definir o apuramento nesta fase de grupos. O adversário mais forte que encontrámos. Conheço bem esta equipa, no ano passado defrontou o FC Porto e o Sp. Braga. Tem uma sistema de jogo diferenciado, parecido com o do Liverpool, joga sempre com a mesma ideia, fora ou em casa. Por isso, será difícil para o Benfica, mas também será difícil para o Rangers", afirmou o técnico encarnado deixando uma certeza: "Queremos apresentar-nos bem, como fizemos com o Standard Liège, sabendo que este adversário é mais forte."

Sobre a equipa que poderá apresentar nesta partida, Jorge Jesus disse que "felizmente" tem "quantidade e qualidade para fazer a rotatividade dos jogadores". "Com o Standard eu mudei seis jogadores e deu resultado. Amanhã claro que vamos mexer, até porque há jogadores que nunca foram substituídos. A minha experiência e a minha conversa com eles é que vai permitir saber quem é que vai subir ao terreno de jogo", esclareceu.

A derrota com o Boavista, na passada segunda-feira, não foi esquecida pelo técnico que fez questão de dizer que "nestes jogos internacionais não há tanto anti-jogo". "As equipas jogam com o seu valor tático, tanto defensivo como ofensivo, sem apostar tanto nas faltas e no anti-jogo. No Brasil, por exemplo, o jogador está no relvado e não se pára o jogo, no futebol português é diferente. Acontece este tipo de coisas nos países com o futebol menos evoluído", acusou, dando como exemplo o jogo do Bessa: "Não há uma nenhuma equipa na Liga Europa que vá fazer 31 faltas. Mas pronto já lá vai o jogo do campeonato e temos de virar agulhas para o Rangers."

Questionado sobre as razões de o uruguaio Darwin Núñez ter tido mais um golo anulado por fora de jogo no Bessa, Jesus lembrou que se trata de "um jogador muito rápido, mas que ainda não tem o timing de sincronização com o jogador que lhe faz a assistência". "Ainda ontem lhe explicava como ele devia temporizar ou não antes do arranque para a bola", revelou.

No que fiz respeito a Everton Cebolinha, Jesus explicou que veio da seleção do Brasil "um pouco mais carregado" fisicamente" e que o substituiu no Bessa porque "já não estava muito bem". "Retirei-o de campo, porque precisava de um jogador com outro rendimento", disse, admitindo contudo que se nada de anormal acontecer, o internacional brasileiro "estará no jogo" com o Rangers.

Mais Notícias