Jorge Jesus já despediu seis treinadores no Brasileirão

Técnico português foi campeão do Brasileirão e da Libertadores na semana passada

Jorge Jesus provocou mais uma baixa no Brasileirão. Desta vez foi Mano Menezes, a ser despedido do Palmeiras, após a derrota com o Flamengo no domingo. O técnico brasileiro, teve um gesto de fair play no início do jogo e deslocou-se ao balneário do Fla para felicitar Jesus pela conquista da Libertadores e do campeonato brasileiro, mas não contava com o despedimento no final do jogo.

Mano Menezes foi o sexto treinador de uma equipa brasileira a deixar o cargo depois de uma derrota com o mengão, depois de Scolari, Fábio Carille, Alberto Valentin, Claudinei Oliveira e Adilson Batista. E com a curiosidade de tanto Mano como Scolari terem ambos deixado o Palmeiras, equipa que liderava o campeonato à data da chegada do português ao comando dos rubro-negros.

Ainda antes de conquistar a Libertadores e o campeonato, na semana passada, o treinador português lamentou a forma como tem sido tratado por alguns colegas de profissão. "Não vim tirar o lugar a ninguém, não vim ensinar ninguém. Vim trabalhar dentro de uma metodologia de jogo que apresentei à equipa, aos meus jogadores do Flamengo. Não sou melhor nem pior do que nenhum treinador do Brasil", lamentou o português, agora 'responsável' por seis despedimentos.

Com este triunfo sobre o Palmeiras, o Flamengo chegou aos 87 pontos, mais 19 do que Santos e Palmeiras, cimentando o recorde de pontos do Brasileirão desde que o campeonato tem 20 equipas (2006).

Um dos golos ao Palmeiras já correu mundo. A equipa do Fla fez 32 passes até marcar golo e até já já quem o compare ao tiki taka eternizado pelo Barcelona.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG