Aí está o Benfica arrasador prometido por Jesus

Equipa de Jorge Jesus com entrada forte no campeonato frente ao Famalicão (5-1). Golos dos reforços Waldschmidt (dois) e Cebolinha e ainda de Grimaldo e Rafa. Guga marcou para os famalicenses.

Da desconfiança à crença plena em apenas três dias. "Não tenham dúvidas. Vamos fazer uma grande equipa e vamos arrasar". Estas palavras de Jesus geraram desconfiança depois do desaire com o PAOK, mas a goleada ao Famalicão, esta sexta-feira (5-1), no arranque da I Liga 2020-21 serviu para restaurar a confiança dos adeptos na equipa e nos reforços, que se exibiram a muito bom nível. O técnico voltou assim ao campeonato português com um triunfo entusiasmante, após um ano no Flamengo e cinco épocas fora da Luz. A continuar assim "o futuro será risonho". Palavra de Jesus.

Waldschmidt sentou o melhor marcador do campeonato passado (Vinícius) e entrou para a história do jogo da primeira jornada e da I Liga. Foi ele a marcar o primeiro golo da prova, aos 19 minutos do jogo do Benfica com o Famalicão. Após alguns ressaltos o alemão teve classe para picar a bola por cima de Zlobin, o guarda redes que trocou a Luz pela baliza nortenha. Uma bela maneira de abrir o marcador no campeonato 2020-21.

A jogar em pressão alta como Jesus já habituou os adeptos, os encarnados entraram fortes no jogo e com dinâmica ofensiva capaz de provocar estragos, fruto de quatro alterações na equipa promovidas por Jesus. Gabriel, Rafa, Waldschmidt e Darwin entraram para os lugares de Weigl, Pedrinho, Pizzi e Seferovic. Dois minutos depois do primeiro golo as águias voltaram a bater Zlobin. Desta vez por Everton Cebolinha. Se durante a semana, após a eliminação da Liga dos Campeões, diante do PAOK, se falou muito dos milhões gastos em reforços para falhar a entrada na Champions, eles foram os primeiros a dar resposta em campo.

Antes do intervalo ainda mais um golo encarnado frente a um renovado e jovem Famalicão. A equipa de João Pedro Soares - perdeu algumas das principais peças da temporada passada como Fábio Martins, Diogo Gonçalves, Pedro Gonçalves, Nehuen Perez - e esteve apática defensivamente e ainda a precisar de entrosamento para chegar ao nível do futebol praticado na época passada. De livre direto Grimaldo colocou o Benfica com três golos de vantagem ao intervalo. Algo que já não acontecia desde a visita a Tondela em 2017-18.

Waldschmidt bisou e encantou

Regressado dos balneários os encarnados mantiveram a filosofia ofensiva e acabaram por marcar mais um golo a abrir o segundo tempo. Rafa, que a meio da semana tinha ficado no banco, foi titular e teve o discernimento necessário num lance confuso para fazer o 4-0. Pouco depois saiu para dar lugar a Pizzi e foi já do banco que viu Waldschmidt bisar no jogo. Que bela estreia do alemão pelo Benfica.

Apesar de não conseguir contrariar o poderio encarnado, os famalicenses nunca desistiram de tentar chegar à baliza de Vlachodimos e Guga ainda fez o golo da honra da equipa nortenha. Jesus não gostou do golo consentido e depois de ver o jogo passar por momentos menos intensos gritou para o campo: "Vamos lá fazer mais golos". Não haver público nas bancadas devido ao covid-19 permite ouvir coisas que em condições normais não o seriam. Apesar do pedido do técnico encarnado, o marcador já não se alterou, mas ficou a mensagem. Jesus vai querer sempre mais...

Os encarnados (que até jogaram de preto) voltam assim a vencer o Famalicão, depois dos dois empates na época passada, e voltou a entrar no campeonato com uma goleada. O ano passado a equipa então treinada por Bruno Lage tinha goleado o Paços de Ferreira (5-0). O Benfica torna-se assim no primeiro líder da prova, com três pontos, numa ronda que está ainda marcada pelo adiamento do encontro Sporting-Gil Vicente, agendado inicialmente para sábado, devido a surtos de covid-19 nos dois emblemas.

FIGURA

Waldschmidt (Benfica)

Dois golos na estreia pelo Benfica não é para todos. Waldschmidt inaugurou o marcador do campeonato nacional e acabou mesmo por bisar no encontro com o Famalicão. O alemão nunca se escondeu do jogo e mostrou bom entrosamento com Darwin e Rafa.

VEJA AQUI OS GOLOS

1-5 Guga (Famalicão)

0-5 Waldschmidt (Benfica)

0-4 Rafa (Benfica)

0-3 Grimaldo (Benfica)

0-2 Cebolinha (Benfica)

0-1 Waldschmidt (Benfica)

FICHA DE JOGO

Jogo disputado no Estádio Municipal de Famalicão

Marcadores: 0-1, Waldschmidt, 19 minutos; 0-2, Cebolinha, 21'; 0-3, Grimaldo, 42'; 0-4, Rafa, 52'; 0-5, Waldschmidt, 66';1-5, Guga, 67'

Equipas:

Famalicão: Zlobin, Riccieli, Babic, Verdonk (Ibrahim, 46'), Jordão (Matheus, 63'), Jorge Pereira (Patrick William, 46'), Gustavo Assunção, Guga, Fernando Valenzuela (Walterson, 77'), Toni Martínez (Del Campo, 63') e Rúben Lameiras

Treinador: João Pedro Sousa

Benfica: Vlachodimos, André Almeida, Rúben Dias, Vertonghen, Grimaldo (Nuno Tavares, 73'), Rafa (Pizzi, 60'), Gabriel (Weigl, 76'), Taarabt, Everton Cebolinha, Waldschmidt (Diogo Gonçalves, 76') e Darwin (Vinícius, 72')

Treinador: Jorge Jesus

Árbitro: Luís Godinho (AF Évora)

Ação disciplinar: cartão amarelo para Rúben Dias (27'), Jorge Pereira (45') e Gabriel (77')

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19

Mais Notícias