Hungria será o primeiro adversário de Portugal no Euro 2020

Os húngaros garantiram um lugar no Campeonato da Europa que se realiza no próximo verão depois de vencerem o play-off com a Islândia. A Macedónia do Norte vai estrear-se em fases finais.

A Hungria é o primeiro adversário de Portugal, no dia 15 de junho de 2021, em Budapeste, a contar para o grupo F da fase final do Euro 2020, que se realiza no próximo verão, depois de ter sido adiada por um ano devido à pandemia de covid-19. Os húngaros, que já tinham ficado no mesmo grupo da equipa das quinas em 2016, integram o grupo F do qual também fazem parte França e Alemanha.

A seleção magiar garantiu esta quinta-feira o apuramento de forma épica, com uma vitória por 2-1 frente à Islândia, na Ferenc Puskas Arena, em jogo do play-off de acesso ao Europeu.

É que os islandeses estiveram a vencer durante a maior parte do jogo, graças a um golo do médio Gylfi Sigurdsson logo aos 11 minutos, mas os instantes finais da partida foram frenéticos, com Luïc Nego a fazer o empate aos 88 minutos, tendo Dominik Szoboszlai, a jovem estrela da equipa, feito o golo da vitória com um remate de fora da área aos 90'+2.

Houve festa na Hungria, mas também na Macedónia do Norte, pois a seleção daquele país conquistou pela primeira vez o apuramento para uma grande competições ao vencer a Geórgia, em Tbilissi, por 1-0.

Goran Pandev, de 37 anos, marcou o golo mais importante da sua carreira e da história do futebol macedónio. O avançado fez aos 56 minutos o golo do triunfo sobre a Geórgia, por 1-0, numa partida do play-off de acesso ao Euro 2020 realizada em Tbilissi.

A Macedónia do Norte, que contou com o sportinguista Ristovski no onze, fez a festa da primeira qualificação para a fase final de uma grande competição, na qual irá integrar o grupo C, do qual já fazem parte Áustria, Holanda e Ucrânia. A estreia da equipa orientada por Igor Angelovski no Europeu está marcada para o dia 13 de junho de 2021, em Bucareste, frente à Áustria.

Noutra partida dos play-off, disputada em Belfast, também foi necessário um prolongamento para que a Eslováquia conseguisse o apuramento ao vencer a Irlanda do Norte por 2-1.

Os eslovacos estiveram a vencer desde os 17 minutos com um jogo de Juraj Kucka, mas aos 87' os norte-irlandeses conseguiram empatar graças a um autogolo de Milan Skriniar.

No prolongamento, o herói eslovaco foi Michal Duris, de 32 anos, que fez o golo do triunfo e do apuramento da equipa treinada por Stefan Tarkovic, que vai integrar o grupo E, juntamente com a Polónia, Espanha e Suécia.

A última seleção a garantir o apuramento foi a Escócia, que foi a Belgrado arrancar o apuramento frente à Sérvia, no desempate por penáltis, depois do empate 1-1 registado no final do prolongamento.

E a verdade é que os escoceses estiveram a escassos dois minutos (concedidos pelo árbitro no tempo extra) de fazerem a festa no tempo regulamentar, uma vez que se adiantaram no marcador por Ryan Christie aos 52 minutos, tendo apenas sofrido o empate em cima do minuto 90 através de Luka Jovic, que havia saltado do banco de suplentes no decorrer do segundo tempo.

O prolongamento nada resolveu e foi preciso esperar pelo último penálti da primeira série para se conhecer o vencedor. O guarda-redes David Marshall foi a estrela dos britânicos ao parar o remate do avançado Aleksandar Mitrovic.

A Escócia vai assim integrar o grupo D, juntamente com Inglaterra, Croácia e República Checa, que é o primeiro adversário, no dia 14 de junho, no Hampden Park, em Glasgow.

Veja aqui a composição de todos os grupos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG