Grosjean agradece apoio após acidente arrepiante

Piloto francês surge no hospital com as mãos ligadas devido às queimaduras, mas sorridente: "Estou bem".

Numa cama de hospital, com as mãos ligadas devido às queimaduras, mas sorridente. Romain Grosjean, piloto francês da Haas que sofreu este domingo um acidente arrepiante no GP do Bahrein, com o monolugar em que se seguia a partir-se ao meio e incendiar-se, já fez um vídeo a agradecer o apoio que tem recebido.

"Estou bem... bom, mais ou menos bem", corrige, olhando para as mãos, e prometendo responder às mensagens que tem recebido quando o conseguir fazer. O piloto de fórmula 1 agradece também ao pessoal médico que o tem tratado.

O piloto da Haas faz ainda questão de referir que o sistema de proteção halo, introduzido nos monolugares em 2018, lhe salvou a vida. "Eu não era a favor do halo há uns anos, mas acho que é uma coisa fantástica que aconteceu à Fórmula 1. Sem ele não estaria aqui a falor convosco."

Logo nos minutos iniciais do GP do Bahrein o monolugar conduzido por Grosjean seguiu desgovernado contra os rails do circuito, após um pequeno toque no carro conduzido por Daniil Kvyat (AlphaTauri), tendo de seguida fica partido ao meio e dando origem a um forte incêndio.

Apesar do aparatoso acidente o piloto conseguiu sair pelo próprio pé, tendo recebido de imediato assistência médica. A Haas informou depois que o Grosjean sofreu pequenas queimaduras nos tornozelos e nas mãos.

O Grande Prémio, antepenúltima prova do Campeonato do Mundo de 2020, acabou por ser vencido pelo piloto britânico Lewis Hamilton (Mercedes), virtual campeão mundial.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG