Flamengo de Jesus ganha dentro e fora do campo. Mais de 200 milhões em receitas

Clube brasileiro treinado por Jorge Jesus soma sucessos desportivos e financeiros. As receitas obtidas em 2019, com vendas de jogadores, prémios de desempenho desportivos e outros itens, é um recorde no Brasil.

O Flamengo pode fechar o ano mágico de 2019 com mais um título no bolso, o Mundial de Clubes, e com uma receita recorde no ano civil que se aproxima do final: mil milhões de reais, ou seja, qualquer coisa como 218 milhões de euros.

As contas são feitas pela imprensa brasileira, que garante que a confirmar-se será a maior receita de sempre obtida por um clube brasileiro. Para este valor de mil milhões de reais são contabilizados vários itens, como o valor resultante da venda de jogadores, receitas de bilheteira, publicidade, direitos televisivos e prémios resultantes do desempenho desportivo da equipa que neste ano conquistou a Taça Libertadores e o campeonato brasileiro.

Só até setembro, o Flamengo tinha encaixado 143,3 milhões de euros, a maioria desta soma obtida com a venda de passes de atletas, direitos televisivos e publicidade. A isto juntou entretanto quase 30 milhões de euros, os prémios obtidos com a conquista da Libertadores e do campeonato brasileiro. Caso conquiste o Mundial de Clubes, o emblema brasileiro encaixa mais cinco milhões de euros. Se juntarmos a isto receitas de bilheteira dos últimos meses, mais alguns valores de patrocinadores e publicidade e a venda quase certa de um ou mais jogadores, chega-se então ao valor de mil milhões de reais, os tais 218 milhões de euros.

A equipa de futebol do Flamengo parte na tarde desta sexta-feira para o Qatar, onde vai disputar o Mundial de clubes. O clube brasileiro, tal como o Liverpool, só entra em prova nas meias-finais, e vai defrontar no dia 17 (terça-feira) o vencedor do jogo entre o Al Hilal da Arábia Saudita, curiosamente o anterior clube de Jesus, e o Espérance de Tunis. Já os ingleses vão medir forças com a equipa que sair vencedora do duelo entre o Monterrey e o Al Sadd. A final da prova está agendada para 21 de dezembro.

Mais Notícias