Fisco espanhol investiga Neymar

Autoridade tributária espanhola investiga o prémio de renovação do avançado brasileiro com o Barcelona e a transferência para o Paris Saint-Germain

A Autoridade Tributária espanhola abriu uma investigação a Neymar para inspecionar o pagamento do prémio de renovação com o Barcelona, assinado pouco antes de o avançado brasileiro deixar o clube catalão ao Paris Saint-Germain, e a transferência dele para o emblema francês, adianta o El Mundo.

O fisco exigiu toda a documentação de ambas as operações para verificar se elas foram devidamente tributadas em Espanha, através de uma carta apresentada a 22 de fevereiro ao Tribunal social número 15 de Barcelona, "para ser conhecedora dos dados com a transcendência tributária que poderá haver", algo a que o tribunal cedeu de imediato.

A intervenção do fisco tem o objetivo de determinar se Neymar pagou todos os impostos do prémio de renovação, que ascendeu aos 64,4 milhões de euros brutos, como a sua transferência para o emblema parisiense em 2017, que atingiu o valor de 222 milhões de euros. Uma vez que Neymar viveu em Espanha mais de 183 durante esse ano, estava obrigado a declarar todos os seus rendimentos.

A renovação de Neymar com o Barcelona, refira-se, está envolta em polémica, uma vez que foi dividida em duas tranches. A primeira, de 23,7 milhões de euros brutos, chegou aos cofres do jogador. Mas a transferência do brasileiro para França levou o clube da Catalunha não só a abortar a segunda tranche como a reclamar a devolução do prémio com juros e uma indemnização por danos e prejuízos, num total de cerca de 75 milhões. Por outro lado, Neymar exige a totalidade do prémio com juros. Um impasse para resolver em tribunal a 21 de março.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG