Diretor do Flamengo quer que Jesus continue no clube

Marcos Braz remete decisões sobre a continuidade do treinador português para dezembro, altura em que acaba a temporada na América do Sul.

Marcos Braz, vice-presidente do Flamengo, assumiu no final do jogo com o Grémio, no qual os cariocas se apuraram para a final da Taça Libertadores que pretende a continuidade de Jorge Jesus para além do final deste ano. "O meu desejo é que ele fique, mas ás vezes não é possível. Contudo, tudo isso é menos importante que a história de 124 anos do Flamengo", disse.

O treinador português tem contrato com o clube do Rio de Janeiro até maio de 2020, mas em dezembro, quando terminar o Campeonato Brasileiro, qualquer uma das partes pode dar por terminada a ligação sem quaisquer encargos, algo que não parece preocupar Marcos Braz.

"Jorge Jesus é uma pessoa e um técnico experiente e a direção do Flamengo também é experiente. Vocês acham que estamos a conversar sobre esse assunto num momento como este? Ele tem mais um ano de contrato, até maio, e em dezembro há uma janela para os dois lados. Se quisermos que ele não continue, exercemos isso", acrescentou.

Certo é que nesta altura Jorge Jesus goza de um enorme prestígio juntos dos adeptos e da direção do Flamengo, tendo em conta os resultados que tem obtido, que lhe valem a liderança do Brasileirão com dez pontos de avanço sobre o Palmeiras, segundo classificado, e ainda a presença na final da mais importante competição da América do Sul, 38 anos depois. E se vencer a Libertadores, frente ao River Plate, terá ainda garantida a presença no Mundial de clubes, que se realiza em dezembro no Qatar.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG