Confusão, copos pelo ar e ofensas. O que diz o relatório do Flamengo-Vasco da Gama

Árbitro escreveu no relatório que foi insultado pelo diretor do futebol da equipa de Jorge Jesus e que assistiu a tumultos entre jogadores e elementos das equipas técnicas dos dois clubes.

O Flamengo de Jorge Jesus e o Vasco da Gama empataram a quatro golos no Maracanã, na madrugada dests quinta-feira, num jogo que ficou marcado por uma enorme confusão no final.

No final do jogo, Jorge Jesus, que ajudou a serenar os ânimos no relvado, acusou um dirigente do Vasco da Gama de ter agredido o avançado Gabriel Jesus. Mas esse facto não vem relatado no relatório. "Situações de bate boca são normais. Mas quando o dirigente entra no meio e agride os jogadores, como fez o senhor do Vasco que não me interessa saber o nome, é grave. Foi falta de respeito ao Vasco, que tem história. Esse senhor não tem capacidade para estar no Vasco", atirou o técnico português.

A verdade é que as imagens televisivas mostram o jogador Gabriel Barbosa a ser agredido por André Souza, diretor do do futebol do Vasco. E por isso o Flamengo já solicitou as imagens para apresentar uma queixa.

O jornal brasileiro Lance teve acesso ao relatório do árbitro, no qual Wilton Pereira de Sampaio relata os insultos que lhe foram dirigidos por Paulo Pelaipe (diretor do futebol do Flamengo). O juiz da partida escreveu ainda no relatório que em dois momentos do jogo os adeptos do Flamengo atiraram copos para dentro do relvado e que no relvado e no túnel acesso aos balneários presenciou discussões entre atletas e membros das equipas técnicas das duas equipas.

Leia aqui o que o árbitro escreveu no relatório.

"No túnel de acesso aos vestiários, a equipa de arbitragem presenciou discussões entre atletas e membros das comissões técnicas de ambas as equipas, sendo contidas pelo policiamento e pelos próprios envolvidos. Enquanto a equipa de arbitragem se dirigia ao vestiário, o senhor Paulo Pelaipe, gerente de futebol da equipe do C.R.Flamengo, que se encontrava no túnel de acesso, proferiu as seguintes palavras: 'Wilton, seu safado, pega esse escudo da Fifa e enfia no seu c*.

Aos 16 minutos do primeiro tempo, enquanto um atleta da equipa do C.R. Vasco da Gama se preparava para a cobrança de um tiro de canto, foi arremessado um copo descartável contendo líquido no gramado, próximo à bandeira de canto. Informo que o copo foi arremessado do local onde se encontrava a torcida do C.R. Flamengo.

Aos 45 + 3 minutos do segundo tempo, após o golo do empate da equipa do C.R. Vasco da Gama, torcedores do C.R. Flamengo que se encontravam atrás do banco de reservas da equipa do C.R. Vasco da Gama atiraram copos com líquido nos atletas vascaínos. Ressalto que este fato me foi informado pelo 4º árbitro.

Após o término da partida, enquanto a equipa de arbitragem se encontrava no centro do campo, houve um tumulto generalizado com discussões, envolvendo atletas, membros da comissão técnica de ambas as equipas e pessoas não identificadas, sendo logo contornado pelos próprios envolvidos. Informo ainda que, no túnel de acesso aos vestiários, a equipa de arbitragem presenciou discussões entre atletas e membros das comissões técnicas de ambas as equipes, sendo contidas pelo policiamento e pelos próprios envolvidos.

Foi respeitado um minuto de silêncio em homenagens póstumas aos srs. Ubiratan Marques, Kennedy do Nascimento e à srª. Marisa Dias Lemos".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG