Cláusulas de rescisão de jogadores da formação atingem os 480 milhões de euros

João Félix, Gedson Fernandes, Rúben Dias, Florentino Luís, Ferro, João Filipe e Yuri Ribeiro são os jogadores formados no Seixal que jogam na equipa principal do Benfica. Vieira já disse que só os liberta pela cláusula, que atingem valores astronómicos

O Benfica tem atualmente sete jogadores oriundos da formação que já jogaram na equipa principal, às ordens de Bruno Lage, sendo esse um sinal da vontade do presidente Luís Filipe Vieira em cada vez ter um Benfica cada vez mais composto por jogadores provenientes do Seixal, conforme deixou expresso na entrevista concedida esta quinta-feira ao jornal do clube.

O líder dos encarnados garantiu ainda que só admite deixar sair esses jovens jogadores a quem pagar as cláusulas de rescisão, que nesta altura já estão em 120 milhões nos casos de João Félix e Gedson Fernandes. Se essa promessa for cumprida por Vieira, o Benfica encaixaria um bolo total de 480 milhões de euros.

João Félix

19 anos. Cláusula de rescisão de 120 milhões de euros.

É a joia da coroa benfiquista. Estreou-se época na equipa principal pela mão do treinador Rui Vitória, mas foi com Bruno Lage que ganhou maior protagonismo, contabilizando dez golos em 27 jogos oficiais de águia ao peito. O seu talento há muito que é seguido pelos maiores clubes europeus, falando-se nos últimos dias no interesse de Barcelona, Juventus e Manchester United.

Gedson Fernandes

20 anos. Cláusula de rescisão de 120 milhões de euros.

Foi a grande revelação do início de época no Benfica, agarrando um lugar no onze de Rui Vitória, tendo mesmo sido decisivo no apuramento da equipa para a fase de grupos da Liga dos Campeões com um golo na Turquia diante do Fenerbahçe. Campeão europeu de sub-17, este médio contabiliza esta época 35 jogos oficiais, nos quais marcou três golos. Com Bruno Lage perdeu protagonismo devido à mudança de sistema tático (4x3x3 para 4x4x2), mas continua a ser uma das grandes esperanças dos benfiquistas.

Rúben Dias

21 anos. Cláusula de rescisão de 60 milhões de euros.

Tem sido um jogador fundamental no eixo defensivo do Benfica. Estreou-se na época passada com Rui Vitória e depressa conquistou a titularidade ao lado de Jardel. No início desta temporada, foi muito cobiçado pelo Lyon, mas os encarnados conseguiram segurá-lo tendo mesmo renovado o contrato com o jogador que está no clube desde os 11 anos. Além de ser fundamental no Benfica, Rúben Dias conquistou já um lugar no onze da seleção nacional, estando a ser seguido igualmente pelo Manchester United, de acordo com notícias da imprensa internacional.

Florentino Luís

19 anos. Cláusula de rescisão de 60 milhões de euros.

Foi promovido à equipa principal do Benfica em janeiro, pela mão de Bruno Lage que com ele trabalhava na equipa B. Estreou-se quase um mês depois, jogando 28 minutos na goleada de 10-0 ao Nacional, mas foi na Turquia com o Galatasaray que fez o primeiro jogo a titular, tendo impressionado a crítica, que o cotou como um dos melhores em campo. O médio defensivo, campeão europeu de sub-17 e sub-19, apenas realizou quatro jogos na equipa principal, mas é considerado na Luz como um dos jogadores mais promissores vindos da formação do Seixal.

Francisco Ferro

21 anos. Cláusula de rescisão de 60 milhões de euros.

Foi outro dos jogadores promovidos à equipa principal por Bruno Lage. As lesões de Germán Conti e depois de Jardel no jogo da Taça de Portugal frente ao Sporting, fez com que entrasse na equipa mais cedo que o esperado. O facto de ter feito boa parte da formação ao lado de Rúben Dias no eixo da defesa das equipas mais jovens terá contribuído para a sua rápida adaptação. Nos dois primeiros jogos da I Liga como titular marcou os dois golos que leva atualmente na equipa, tendo-se destacado pela forma prática e concentrada como joga.

João Filipe (Jota)

19 anos. Cláusula de rescisão de 30 milhões de euros.

Também promovido à equipa principal em janeiro só fez os primeiros minutos na passada segunda-feira com o Desp. Chaves. É considerado um dos maiores talentos da formação encarnada, foi campeão da Europa de sub-17 e sub-19, tendo sido decisivo nesta última conquista da seleção nacional, tendo sido um dos melhores marcadores do torneio realizado em 2018 na Finlândia. Desde muito jovem chegou a despertar a cobiça do Manchester United, Real Madrid e Barcelona, tendo nos últimos meses voltado a surgir notícias de que os merengues se mantêm atentos ao talento de Jota. Tem contrato até 2022 e deverá ser o próximo a renovar o vínculo e a aumentar a cláusula de rescisão.

Yuri Ribeiro

22 anos. Cláusula de rescisão de 30 milhões de euros.

O defesa-esquerdo regressou à Luz esta época depois de uma época emprestado ao Rio Ave, mas não é opção regular na equipa principal, muito por causa da boa época que está a fazer Grimaldo. Tem apenas seis jogos realizados, sempre como títular.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG