Bruno Fernandes: "Eu como Cantona? Tenho que fazer muito melhor ainda para poder comparar-me a ele"

Impacto do internacional português nos red devils comparado ao do antigo avançado francês quando chegou a Old Trafford

Bruno Fernandes quer que o Manchester United aprenda com a dor das duas derrotas que já sofreu em meias-finais nesta temporada seguir em frente até à final da Liga Europa.

O United, que perdeu para o Manchester City e para o Chelsea nas meias-finais da Taça da Liga e da Taça de Inglaterra, respetivamente, enfrenta este domingo Sevilha, cinco vezes vencedor da Liga Europa, na primeira semifinal da competição no domingo, em Colónia.

Bruno Fernandes só chegou a Old Trafford depois da eliminação da Taça da Liga às mãos do City em janeiro, mas foi a tempo de causar um grande impacto na equipa, ao ponto de ajudar a levar o United para os quatro primeiros classificados da Premier League e assim garantir uma vaga na Liga dos Campeões na próxima temporada.

O impacto do antigo médio do Sporting valeu-lhe comparações com Eric Cantona, que levou o United ao primeiro título nacional em 26 anos, após ter saído do Leeds em novembro de 1992.

"Para mim, Cantona foi um jogador incrível para o clube. Preciso que fazer muito mas muito melhor para ser comparado a ele", disse o internacional português. "Vir para Manchester significa ganhar troféus. Ficarei feliz se vencermos a Liga Europa. É preciso ter 100 por cento de concentração. Aprendemos que é muito doloroso perder uma meia-final", afirmou.

Fernandes prosperou onde outras contratações que custaram muito dinheiro fracassaram, já que o United ainda não conseguiu ganhar o campeonato desde a retirada de Alex Ferguson em 2013, apesar de ter despendido cerca de mil milhões de euros em transferências desde então.

Mas o internacional português, que marcou 11 golos e fez oito assistências em 21 jogos, disse que o seu próprio preço de cerca de 60 milhões de euros é uma fonte de confiança e não um fardo. "Quando um clube paga 60 milhões de euros por um jogador, isso dá confiança", explicou.

"Todas as conversas que tive com o meu treinador e os meus companheiros ajudaram-me. Quando se tem aquela voz nas suas costas a dizer para jogarmos à nossa maneira, é mais fácil", acrescentou.

O United teve seis dias para se preparar para as meias-finais, depois de Bruno Fernandes, de grande penalidade já no prolongamento, ter marcado o golo que eliminou o Copenhaga nos quartos-de-final.

Ole Gunnar Solskjaer agradeceu o descanso extra, mas teme que o formato prolongado da competição, para não colidir com a fase final da Liga dos Campeões em Lisboa, dê à sua equipa pouco tempo de preparação para a próxima época.

A temporada 2020-21 da Premier League deve começar dentro de quatro semanas, embora os clubes que ainda participam das competições europeias tenham garantido que terão pelo menos uma pausa de 30 dias.

"Tivemos alguns bons dias de preparação, recuperação e treino. Não é muito frequente termos seis dias entre os jogos, por isso estamos prontos", disse Solskjaer. "É quase uma pré-época para a próxima temporada porque não falta muito para voltarmos a jogar", rematou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG