Benfica gasta quase 100 milhões no mercado. Mais do dobro que FC Porto e Sporting juntos

Em tempo de pandemia, os encarnados bateram o recorde de investimento de um clube português. Os três grandes investiram 139 milhões em reforços, mas em contrapartida encaixaram um total de 193 milhões, com o Benfica a fazer, com Rúben Dias, a segunda maior venda da história.

Ponto final no mercado de transferências de verão... que desta vez se prolongou até ao outono por causa da pandemia de covid-19. O último dia foi rico em movimentações, sobretudo por parte do FC Porto, mas também pelos negócios que ficaram por fazer, dos quais se destacaram os nomes do defesa brasileiro Lucas Veríssimo e o avançado português Paulinho. Entre as chegadas de última hora, destacam-se as de João Mário ao Sporting, Jean-Claire Todibo ao Benfica, Malang Sarr, Felipe Anderson e Marko Grujic para os portistas.

Em tempo de crise económica motivado pelo coronavírus, os clubes portugueses não se retraíram na hora de fazer negócios, sobretudo o Benfica que estabeleceu um novo recorde de dinheiro investido numa só temporada, totalizando 96,5 milhões de euros em contratações, verba à qual é preciso acrescentar dois milhões de euros pagos ao Barcelona pelo empréstimo do defesa francês Jean-Claire Todibo. A fasquia dos 100 milhões de euros ficou próxima, num investimento sem precedentes em ano de eleições no Benfica e na qual o presidente Luís Filipe Vieira procura emendar a mão em relação ao fracasso da época passada.

O Benfica adquiriu nove reforços para esta época, sendo que cinco deles foram por valor igual ou acima dos 15 milhões de euros. O avançado uruguaio Darwin Núñez tornou-se no jogador mais caro de sempre do futebol português, por quem os encarnados pagaram 24 milhões de euros ao Almeria. Os outros reforços foram Everton Cebolinha (20 milhões de euros), Pedrinho (18), Luca Waldschmidt (15), Otamendi (15), Gilberto (3) e Helton Leite (1,5). Isto além de Jan Vertonghen a custo zero e a Todibo por empréstimo.

Ao treinador Jorge Jesus faltou apenas satisfazer o pedido de contar com mais um avançado. O desejado era o brasileiro Bruno Henrique, do Flamengo, mas tal revelou-se impossível face às elevadas exigências dos campeões brasileiros e sul-americanos.

Tendo em conta os valores investidos pelos encarnados, chega-se à conclusão que os três principais clubes nacionais gastaram um total de 139 milhões de euros em novos jogadores para esta época.

Dia de contrarrelógio no Dragão

O FC Porto chegou aos 23 milhões de euros, valor ao qual é preciso acrescentar as taxas de empréstimo do defesa Malang Sarr, que chegou esta terça-feira ao Dragão proveniente do Chelsea, do extremo Felipe Anderson, recrutado ao West Ham em cima do final do mercado, e do médio Marko Grujic, que chegou do Liverpool. Este último dia de loucos dos portistas fica a dever-se à necessidade que teve de vencer para cumprir com o fair-play financeiro da UEFA, o que apenas aconteceu no penúltimo dia de mercado com as saídas de Alex Telles e Danilo Pereira.

À medida que os ponteiros do relógio foram avançando no Dragão, foi aumentando a tensão dos principais responsáveis da SAD. O defesa francês Malang Sarr até foi anunciado relativamente cedo, cerca das 17.00 horas, mas ao mesmo tempo decorriam negociações para tentar garantir o defesa-central Lucas Veríssimo junto do Santos e dos empréstimos de Felipe Anderson e Marko Grujic.

No que diz respeito a Veríssimo, as negociações caíram, afinal os santistas estão impedidos de vender jogadores sem o consentimento do Conselho Fiscal por estar a menos de três meses das eleições. O processo não foi concluído em tempo útil e, depois de Sp. Braga e Benfica, o jogador via agora esfumar-se a possibilidade de rumar ao FC Porto, tendo agora que esperar pela janela de transferências de inverno para rumar ao futebol europeu... falta saber para que clube.

Felipe Anderson acabou por se concretizar, depois de ter ficado estipulado que o West Ham assegurava o pagamento de uma parte significativa dos salários. O FC Porto assegurou até final da época um internacional brasileiro de grande qualidade, pelo qual os londrinos pagaram 38 milhões de euros à Lazio em 2018.

Vários nomes foram ainda associados aos dragões, entre os quais o médio Jesse Lingard, do Manchester United, mas aquele que foi anunciado, a menos de duas horas do fecho do mercado, foi o sérvio Marko Grujic, que será o substituto de Danilo Pereira. Com 1,91 metros de altura, este médio vem do Liverpool, onde não se conseguiu impôr, tendo por isso sido emprestado primeiro ao Cardiff e, nas duas últimas épocas, ao Hertha Berlim.

As dificuldades financeiras do FC Porto obrigaram a SAD a recorrer a três empréstimos de última hora e ao mercado interno, onde asseguraram o defesa-esquerdo Zaidu Sanussi (Santa Clara) por quatro milhões de euros, os avançados Mehdi Taremi (Rio Ave) por 6 milhões e Toni Martínez (Famalicão) por 3,5 milhões, e o defesa-direito Nanu (Marítimo) por dois milhões. Isto além de Carraça (Boavista) e Cláudio Ramos (Tondela) a custo zero. Vindos do mercado externo apenas o avançado Evanilson, que chegou do Fluminense por 7,5 milhões de euros, além dos empréstimos de Malang Sarr, Felipe Anderson e Marko Grujic.

João Mário no Sporting à procura de voltar a ser feliz

Em relação ao Sporting, a grande novidade de última hora foi o regresso de João Mário, quatro anos depois de ter deixado Alvalade por 40 milhões de euros rumo ao Inter Milão. Desde essa transferência a vida do médio campeão europeu pela seleção tem sido complicada, pois em Itália não se conseguiu impor e foi obrigado a empréstimos ao West Ham e ao Lokomotiv Moscovo. Regressa agora a casa para voltar a ser feliz, assinando até final da época, com os italianos a suportarem boa parte do ordenado.

João Mário é a nova grande figura do leão de Rúben Amorim, que teve como contratação mais avultada Pedro Gonçalves (6,5 milhões de euros) proveniente do Famalicão, seguindo-se Bruno Tabata (Portimonense) adquirido por cinco milhões de euros por 50% do passe. Seguiram-se o defesa marroquino Feddal e o extremo Nuno Santos, ambos por três milhões, além do guarda-redes espanhol Adán e o lateral Antunes, a custo zero, e ao defesa-direito Pedro Porro por empréstimo do Manchester City.

Contas feitas, os leões investiram 17,5 milhões de euros em reforços para esta época, isto sem contar com a taxa de empréstimo de Porro, cujos montantes não foram divulgados.

Mas a reta final do mercado de verão poderia ter sido mais produtiva para o Sporting, uma vez que faltou contratar o tal avançado que Rúben Amorim tanto queria. O mais desejado era o bracarense Paulinho, mas António Salvador, presidente do Sp. Braga, manteve-se irredutível em não negociar com os leões, escaldado com o recente atraso no pagamento do treinador que em março trocou o Minho por Alvalade. Outra alternativa, muito falada nas últimas horas, foi o regresso do argelino Islam Slimani, mas o elevado salário que aufere no Leicester terá sido um obstáculo intransponível.

Mais de 200 milhões euros entraram em Portugal

No que diz respeito às vendas de jogadores, houve uma significativa redução no montante encaixado pelos chamados três grandes em relação à época passada, algo que se explica sobretudo com o efeito João Félix, que há um ano foi transferido pelo Benfica para o Atlético de Madrid por 126 milhões de euros. Foi por isso que se chegou aos 347 milhões de euros encaixados pelos três grandes na época passada, o que contrasta com os 192,7 milhões de euros que os mesmos clubes fizeram este ano. A esta verba se acrescentarmos o montante realizado pelo Sp. Braga em vendas chegamos a um valor de 226 milhões de euros, o que em ano de pandemia não pode ser considerado mau.

Esta temporada os grandes campeões de vendas foram o Benfica e o FC Porto, que alcançaram um valor que ascendeu a 76 milhões de euros cada um, em vendas e taxas de empréstimo. Os encarnados alcançaram este montante sobretudo por causa da transferência de Rúben Dias para o Manchester City por 68 milhões de euros, já os dragões tiveram de deixar sair Fábio Silva (40 milhões de euros), Alex Telles (20), Zé Luís (7,5) Soares (5,5), entre outros para alcançar este montante, que fica a quase 12 milhões de euros de distância dos 88 milhões encaixados na época passada.

Certo é que o FC Porto tem já garantido o encaixe de 16 milhões de euros no próximo verão, altura em que o Paris Saint-Germain terá de exercer a cláusula obrigatória de compra sobre Danilo Pereira, pelo qual já desembolsou quatro milhões de euros.

O Sporting, que também passa por alguns problemas de tesouraria, realizou quase 40 milhões de euros com as saídas de Wendel (20,3 milhões de euros), Marcos Acuña (10,5) e Matheus Pereira (9,1). Em comparação com a época passada, refira-se que os leões fizeram pouco mais de 51 milhões de euros com a venda de futebolistas.

Sp. Braga é o campeão extra "três grandes"

O Sp. Braga foi, extra três grandes, o clube que maior encaixe financeiro fez neste mercado, alcançando os 33,1 milhões de euros. Uma verba que, maioritariamente, resulta da venda do jovem Francisco Trincão ao Barcelona por 31 milhões. No sentido contrário, os bracarenses garantiram o argentino Nico Gaitán e os portugueses André Castro e Iuri Medeiros. Contudo, os principais trunfos garantidos pelos bracarenses foram a continuidade de Ricardo Horta e Paulinho, jogadores essenciais para o treinador Carlos Carvalhal.

O Famalicão foi outro dos grandes animadores do mercado, tendo nas últimas horas garantido o defesa-central Diogo Queirós ao FC Porto, que se junta a outra grande esperança do futebol português, o avançado Gil Dias, que foi emprestado pelo Mónaco, e a Dyego Sousa, que vem de uma experiência malsucedida no Benfica.

Destaque ainda para o V. Guimarães que no último dia recebeu o médio Miguel Luís, que deixou o Sporting a título definitivo. Este internacional jovem por Portugal junta-se à grande contratação dos vimaranenses para esta época, o extremo Ricardo Quaresma.

O Boavista foi outro dos animadores do mercado com as contratações sonantes de Javi García ao Betis, de Adil Rami, campeão do mundo pela França, e sobretudo de Angel Gomes, que chegou por empréstimo do Lille, depois de na época passada ter representado o Manchester United.

Finalmente, uma referência a Fábio Coentrão que, depois de ter estado sem clube na época passada, volta a assinar contrato com o Rio Ave. Aos 32 anos, o defesa-esquerdo regressa ao ponto de partida, uma vez que foi nos vilacondenses que se formou como jogador.

FC PORTO
Treinador: Sérgio Conceição

Entradas: Evanilson (Fluminense), Zaidu Sanussi (Santa Clara), Carraça (Boavista), Cláudio Ramos (Tondela), Mehdi Taremi (Rio Ave), Toni Martínez (Famalicão), Nanu (Marítimo), Malang Sarr (Chelsea), Felipe Anderson (West Ham), Marko Grujic (Liverpool)

Saídas: Fábio Silva (Wolves), Vítor Ferreira (Wolves), Alex Telles (Manchester United), Zé Luís (Lokomotiv Moscovo), Soares (Tinjan Teda), Danilo Pereira (PSG), Aboubakar (Besiktas), Tomás Esteves (Reading)

BENFICA
Treinador: Jorge Jesus

Entradas: Darwin Núñez (Almeria), Everton (Grémio), Pedrinho (Corinthians), Waldschmidt (Friburgo), Gilberto (Fluminense), Vertonghen (Tottenham), Helton Leite (Boavista), Otamendi (Manchester City), Todibo (Barcelona)

Saídas: Zlobin (Boavista), Zivkovic (PAOK), Rúben Dias (Manchester City), Florentino Luís (Mónaco), Tomás Tavares (Alavés), Jota (Valladollid), Dyego Sousa (Famalicão)

SP. BRAGA
Treinador: Carlos Carvalhal

Entradas: Zé Carlos (Leixões), Al Musrati (Rio Ave), André Castro (Göztepe), Guilherme Schettine (Santa Clara), Gaitán (Lille), Iuri Medeiros (Nuremberga), Fábio Martins (Famalicão)

Saídas: Freancisco Trincão (Barcelona), Wilson Eduardo (Al-Ain), Bruno Wilson (Tenerife), João Palhinha (Sporting), Wallace (Lazio), Pablo Santos (Hatayspor), Diogo Viana

SPORTING
Treinador: Rúben Amorim

Entradas: Adán (At. Madrid), Feddal (Betis), Antunes (Getafe), Pedro Porro (Valladollid), Palhinha (Sp. Braga), Pedro Gonçalves (Famalicão), Daniel Bragança (Estoril), Nuno Santos (Rio Ave), Bruno Tabata, João Mário (Inter Milão)

Saídas: Marcos Acuña (Sevilha), Francisco Geraldes (Rio Ave), Eduardo Henrique (Crotone), Battaglia (Alavés), Mathieu, Miguel Luís (V. Guimarães), Wendel (Zenit), Rosier (Besiktas), Idrissa Doumbia (Huesca), Pedro Mendes (Almeria)

RIO AVE
Treinador: Mário Silva

Entradas: Léo Vieira (Ath. Paranaense), Ivo Pinto (Famalicão), Pijnaker (Grasshoppers), Francisco Geraldes (Sporting), Meshino (Hearts), Gabrielzinho (Moreirense), André Pereira (Saragoça), Pelé (Mónaco), Fábio Coentrão (sem clube)

Saídas: Nuno Santos (Sporting), Mehdi Taremi (FC Porto), Jonathan Buatu (St. Truiden), Messias (América), Diogo Figueiras (Sp. Braga), Al Musrati (Sp. Braga), Paulo Vítor (Chaves)

FAMALICÃO
Treinador: João Pedro Sousa

Entradas: Zlobin (Benfica), Dani Morer (Barcelona), Trevisan (Ponte Preta), Babic (Estrela Vermelha), Verdonk (Twente), Lukovic (Rakow), Joaquín Pereyra (Rosario Central), Bruno Jordão (Wolves), Valenzuela (Barracas Central), Jhonata Robert (Cruzeiro), Dyego Sousa (Benfica), Diogo Queirós (FC Porto), Gil Dias (Mónaco), Marcello Trotta (Frosinone)

Saídas: Rafael Defendi (Farense), Pedro Gonçalves (Sporting), Diogo Gonçalves (Benfica), Fábio Martins (Sp. Braga), Centelles (Valencia), Nehuén Pérez (At. Madrid), Uros Racic (Valência), Vaná (FC Porto), Roderick (Wolves), Racine Coly (Nice), Ivo Pinto (Rio Ave), Toni Martínez (FC Porto)

V. GUIMARÃES
Treinador: Tiago Mendes

Entradas: Trmal (Slovacko), Bruno Varela (Ajax), Nicolas Tié (Chelsea), Bisseck (Roda), Mumin (Nordsjaelland), Sílvio (V. Setúbal), Giedon Mensah (Zulte Warengen), Jonas Carls (Vik. Colónia), Jorge Fernandes (Kasimpasa), Kim Jung-min (Admira Wacker), Maddox (Southampton), Pepelu (Tondela), Lyle Foster (Cercle Brugge), Ricardo Quaresma (Kasimpasa), Miguel Luís (Sporting), Bruno Varela (Benfica)

Saídas: Pepê Rodrigues (Olympiacos), Davidson (Alanyaspor), Miguel Silva (APOEL Nicósia), Florent Hanin (Paris FC), João Pedro (P. Ferreira), João Carlos Teixeira (Feyenoord), Douglas, Ola John (RKC Waalwijk)

MOREIRENSE
Treinador: Ricardo Soares

Entradas: Miguel Oliveira (Leixões), Kewin (Mirassol), Reynaldo (Juventude), Pedro Amador (Sp. Braga), Ferraresi (FC Porto), Matheus Silva (Farense), Felipe Pires (Rijeka), Yan (Sport Recife), Derik Lacerda (Académica), Walterson (Famalicão), David Tavares (Benfica)

Saídas: Iago Santos (Taawon), João Aurélio (Pafos), Nenê (Leixões), Pedro Trigueira (Tondela), David Texeira, Halliche, Bilal, Gabrielzinho (Rio Ave), Luther Singh (P. Ferreira), Nuno Santos (Boavista)

SANTA CLARA
Treinador: Daniel Ramos

Entradas: Mansur (São Bento), Mikel Villanueva (Malaga), Júlio Romão (Ponte Preta), Jean Patric (Ac. Viseu), Gustavo Viera (Liverpool M.), Moghanlou (Paykan)

Saídas: Zaidu Sanussi (FC Porto), Guilherme Schettine (Sp. Braga), César Martins (Farense), Bruno Lamas (Khor Fakkan), Zé Manuel, Francisco Ramos (V. Guimarães)

GIL VICENTE
Treinador: Rui Almeida

Entradas: Daniel Fuzato (Roma), Joel Pereira (Spartak Trnava), Tim Hall (Karpaty), Talocha (Riga), Leandrinho (Botafogo), Lucas Mineiro (Cerezo Osaka), Fujimoto (Tokyo Verdy), Mantuan (Oeste), Léautey (C. Niortais), Miullen (Londrina), Boubacar Hanne (Wolves), Guilherme Mantuan (Corinthians)

Saídas: Rúben Ribeiro (Hatayspor), William Soares, Fernando Fonseca (P. Ferreira), Alex Pinto (Farense), Kraev (Midtjylland), Zakaria Naidji (Paradou), Baraye (Parma), Sandro Lima (Tianjin Teda), Hugo Vieira

MARÍTIMO
Treinador: Lito Vidigal

Entradas: Caio Secco (Feirense), Cláudio Winck (Vasco da Gama), Marcelo Hermes (Goiás), Jean (Vitória Bahia), Guitane (Rennes), Ali Alipour (Persepolis), Tamuzo (Avenir Béziers), Rúben Macedo (Aves), Faiq Bolkiah (Leicester),

Saídas: Fabrício Baiano (Rizespor), Bebeto (Tondela), Erivaldo (Baroe) Daizen Maeda (Y. Marinos), Bruno Xadas (Sp. Braga), Jhon Cley, Nanu (FC Porto)

BOAVISTA
Treinador: Vasco Seabra

Entradas: Léo Jardim (Lille), Porozo (Santos), Reggie Cannon (FC Dallas), Jesús Gómez (Atlas), Hamache (Red Star), Ricardo Mangas (Aves), Chidozie (Leganés), Adil Rami (FK Sochi), Nathan (Vasco da Gama), Javi García (Betis), Angel Gomes (Manchester United), Show (Belenenses SAD), Sebastián Pérez (Boca Juniors), Nuno Santos (Moreirense), Benguche (CD Olimpia), Albert Elis (Houston Dynamo), Jackson Porozo (Santos)

Saídas: Carraça (FC Porto), Helton Leite (Benfica), Yaw Ackah (Kayserispor), Lucas Tagliapietra (Portimonense), Mateus (Penafiel), Fabiano (Denizlispor), Heriberto Tavares (Brest), Marlon Xavier (Trabzonspor), Stojiljkovic (Farense), Obiora, Idris Mandiang

PAÇOS DE FERREIRA
Treinador: Pepa

Entradas: Michel Fracaro (At. Mineiro), Jordi (Vasco da Gama), David Sualehe (Farense), Fernando Fonseca (Gil Vicente), Bruno Costa (Portimonense), Martín Calderón (Real Madrid B), Luther Singh (Moreirense), Pedro Martelo (Corunha), João Pedro (V. Guimarães), Lucas Silva (Flamengo), Dor Jan (Bnei Yehuda)

Saídas: Pedrinho (Riga), André Micael (Varzim), Bruno Santos (AEL Limassol), Bruno Teles (Académica), Welthon (V. Guimarães)

TONDELA
Treinador: Pako Ayestarán

Entradas: Pedro Trigueira (Moreirense), Bebeto (Marítimo), Khacef (Bordéus), Jaume Grau (Lugo), Mario González (Clermont), Salvador Agra (Legia Varsóvia), Rafael Barbosa (Estoril)

Saídas: António Xavier (Panathinaikos), Cláudio Ramos (FC Porto), João Reis (Chaves), Marko Petkovic, Ricardo Valente, Phillipe Sampaio (Guingamp), Pité, Fahad Moufi, Richard Rodrigues (Belenenses SAD), Jonathan Toro (Huesca), Pepelu (V. Guimarães), Ronan (V. Guimarães)

BELENENSES SAD
Treinador: Petit

Entradas: Afonso Taira (Hermannstadt), Afonso Sousa (FC Porto B), Cauê (Albirex), Henrique Buss (Al Ittihad), Miguel Cardoso (D. Moscovo), Richard Alexandre (Tondela), Bruno Ramires (Feirense), Stanislav Kritsyuk (Krasnodar), Pedro Álvaro (Benfica)

Saídas: André Santos (Grasshoppers), Nuno Coelho (Chaves), Kikas (Doxa), Hervé Koffi (Mouscron), Manuel Show (Boavista), Marco Matias

PORTIMONENSE
Treinador: Paulo Sérgio

Entradas: Lucas Tagliapietra (Boavista), Maurício Antônio (Urawa Reds), Jonathan Monteiro (Cruzeiro), Reko Silva (Aves), Júlio César (At. Goianiense), Welinton Júnior (Aves), Fabrício (Urawa Reds), Fahd Moufi (Tondela)

Saídas: Bruno Costa (P. Ferreira), Rodrigo Freitas (São Paulo), Marlos Moreno (Man. City), Júnior Tavares (São Paulo), Bruno Tabata (Sporting)

NACIONAL
Treinador: Luís Freire

Entradas: Riccardo Piscitelli (D. Bucareste), Rúben Freitas (Mafra), Pedrão (Ath. Paranaense), Lucas Kal (América Mineiro), Vincent Thill (Orléans), Azouni (Kortrijk), Koziello (Paris FC), Gergely Bobál (Zalaegerszeg), João Victor (Caldense), Danilovic (Borac), Pedrão (Palmeiras)

Saídas: Felipe Lopes, Kaká (Mafra), Malick Evouna (Santa Clara), Jota (Leixões)

FARENSE
Treinador: Sérgio Vieira

Entradas: Rafael Defendi (Famalicão), César Martins (Santa Clara), Abner (Água Santa), Alex Pinto (Gil Vicente), Eduardo Mancha (Machine Sazi), Claudio Falcão (Aves), Stojiljkovic (Boavista), Brian Mansilla (V. Setúbal), Madi Queta (FC Porto), Ricardo Ferreira (sem clube), Djalma (sem clube)

Saídas: Fabrício Simões (Feirense), Daniel Fernandes (Tarxien), Irobiso (Varzim)

Mais Notícias

Outras Notícias GMG