Atraso de dois minutos pode tirar Jesus da final da Libertadores

Treinador português arrisca castigo e ficar de fora do banco no jogo importante do dia 23. No ano passado, o treinador do River Plate foi castigado pelos mesmos motivos. Jornal Olé diz que Jesus pode só ser multado.

Jorge Jesus tem a presença no banco na final da Taça Libertadores em risco - o Flamengo defronta o River Plate, no Chile, no dia 23 de novembro. Tudo porque a equipa se atrasou dois minutos no regresso do intervalo do jogo das meias-finais, diante do Grémio, e nestes casos, de acordo com os regulamentos da competição, o castigo recai sobre o treinador. A informação é da imprensa brasileira.

As regras preveem uma suspensão de um jogo, e o Flamengo terá até sábado para enviar a sua defesa à Conmebol. Resta saber se a decisão sairá antes do dia 23 novembro, data da final. Se tal acontecer, é possível que Jesus fique de fora desta importante partida.

Na edição do ano passado da Libertadores, Marcelo Gallardo, treinador do River Plate, foi suspenso pela Conmebol por um jogo precisamente pelo mesmo motivo. O técnico, contudo, apesar de não se ter sentado no banco, desrespeitou os regulamentos e ao intervalo foi ao balneário falar com os jogadores.

O jornal argentino Olé, contudo, e citando uma fonte da Conmebol, avança que Jesus poderá apenas ser alvo de uma multa e escapar assim à suspensão de um jogo. O diário sul-americano recorda que no caso de Gallardo, o técnico era reincidente e por isso foi castigado com um jogo de suspensão. Mas como Jesus tem a folha limpa pode apenas ser multado.

Mais Notícias