Atalanta chegou a sonhar, mas o PSG está nas meias-finais

A final a oito da Liga dos Campeões, em Portugal, começou com uma reviravolta fantástica dos parisienses nos instantes finais da partida frente à sensacional Atalanta.

O Paris Saint-Germain é o primeiro semifinalista da Liga dos Campeões, cuja final a oito se iniciou esta quarta-feira em Lisboa. Os parisienses venceram a surpreendente Atalanta, por 2-1, no Estádio da Luz, e garantiram a presença nas meias-finais, 25 anos depois da única vez que o conseguiram.

Contudo, a equipa orientada pelo alemão Thomas Tuchel esteve a um curto passo da eliminação, pois aos 89 minutos perdia por 1-0 e o desespero apoderava-se dos franceses, que não pareciam capazes de ultrapassar a boa organização italiana. Só que em três minutos tudo mudou, sobretudo graças à visão de jogo de Neymar.

Em ano de estreia na Champions, a Atalanta mostrou bem a razão por estar nos quartos-de-final durante a primeira parte, pois criou as melhores oportunidades para marcar, acabando por conseguí-lo numa excelente jogada de envolvimento atacante concluída pelo croata Mario Pasalic aos 27 minutos (veja o golo).

O PSG vivia muito à conta do génio de Neymar, que, no entanto, se mostrou muito infeliz na hora de rematar à baliza. Na segunda parte, os franceses tomaram conta do jogo, mas não davam sinais de poderem ultrapassar a organização italiana.

As coisas começaram a mudar quando Tuchel lançou Kylian Mbappé no jogo. Com 30 minutos para jogar, o avançado, que ficou no banco de suplentes por ter vindo de lesão, juntou-se a Neymar e começou a desequilibrar a defesa da Atalanta com algumas arrancadas bem ao seu jeito.

Contudo, foi apenas em cima do minuto 90 que o brasileiro Marquinhos chegou ao empate, aproveitando na pequena área um passe de Neymar (veja o golo). Estava o prolongamento à vista, mas passados três minutos, eis que Neymar descobre Mbappé para assistir o camaronês Choupo-Moting para garantir o triunfo parisiense que muito poucos já acreditavam (veja o golo).

Esta é a primeira vez que o PSG chega às meias-finais desde que em 2011 o QSI, fundo de investimentos ligado ao governo do Qatar, comprou o clube e francês. Nas anteriores sete participações na Champions, os parisienses caíram quatro vezes nos quartos-de-final e três nos oitavos. Agora, o sonho milionário de conquistar o trono europeu torna-se mais real.

O Paris Saint-Germain fica agora a aguardar pelo adversário que terá nas meias-finais, que sairá do confronto entre Atlético de Madrid, de João Félix, e RB Leipzig, marcado para esta quinta-feira (20.00) no Estádio José Alvalade.

Mais Notícias