Asprilla revela que traficante que lhe pediu autorização para matar Chilavert

O episódio aconteceu após um jogo entre as seleções do Paraguai e da Colômbia em 1997 onde os dois jogadores se pegaram.

A história tem mais de 20 anos. Em 1997, num jogo entre as seleções do Paraguai e da Colômbia, de apuramento para o Mundial de 1998, José Luis Chilavert (guarda-redes paraguaio) e Faustino Asprilla (avançado colombiano) pegaram-se e acabaram expulsos. O guardião chegou mesmo depois a ir ao banco de suplentes da Colômbia agredir o adversário.

O que não se sabia foi o que aconteceu a seguir à partida que os paraguaios venceram por 2-1. Num documentário emitido esta semana por uma cadeia de televisão colombiana, Asprilla revelou que após jogo foi contactado por um traficante ligado ao Cartel de Medellín que lhe pediu autorização para matar Chilavert.

Julio César Correa Valdés, assim se chamava o traficante, ligou a Asprilla para se encontrarem num hotel onde o jogador estava hospedado. "Precisamos que nos autorize a que esses dois [assassinos profissionais] fiquem aqui em Assunção para matar aquele gordo do Chilavert", disse Valdés para espanto de Asprilla.

Assustado com o que acabara de ouvir, Asprilla recusou de imediato o que lhe propuseram. "Vocês estão loucos? Querem acabar de vez com o futebol colombiano? Isso não pode ser. Não, não, não", atirou o avançado colombiano.

"No futebol, o que se passa dentro do campo, fica no campo. O Chilavert deu-me um soco, tivemos um desentendimento, fomos expulsos, mas terminou ali", acrescentou Asprilla, que no documentário sobre a sua carreira revelou que Chilavert nunca soube desta história.

Nas décadas de 1980 e 1990 o futebol colombiano caiu nas redes dos narcotraficantes, inclusivamente clubes como o América, Millonarios e Envigado receberam financiamento do narcotráfico e foram castigados.

Em 1994, o defesa Andrés Escobar, de 27 anos, fui morto em Medellín, depois de ter marcado um golo na própria baliza frente aos Estados Unidos (derrota por 2-1), que ditou a eliminação da Colômbia do Mundial de 1998.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG