Criticada na internet. Djokovic pede "apoio" à juíza que levou com bolada

Tenista foi desclassificado do US Open após o incidente e lançou apelo aos fãs que acusaram a juíza de linha de exagerar na manifestação de dor e dificuldade em respirar

O tenista Novak Djokovic, número um do mundo, usou as redes sociais para pedir aos seus fãs que "apoiassem" e "cuidassem" da juíza de linha que esteve no centro do caso que ditou a desclassificação do ´servio do US Open.

No domingo, em jogo dos oitavos de final do torneio americano contra o espanhol Pablo Carreño, Djokovic foi penalizado com a expulsão da competição por acertar com uma bolada na juíza de linha quando o jogo estava interrompido.

Numa mensagem publicada na segunda-feira no Twitter, Djokovic enfatizou que a juíza "não fez nada de errado", depois de esta ter sido alvo de ofensas na internet.

Desde domingo, alguns usuários das redes sociais criticaram a árbitra escrevendo que ela teria exagerado nas reações após ser atingida na garganta, ao cair no chão gritando de dor, indicando ter dificuldade para respirar.

"Ela não fez nada de errado. Peço a todos que sejam especialmente solidários e atenciosos com ela durante este período. A partir desses momentos, ficamos mais fortes e nos elevamos. Compartilhando amor com todos", escreveu o sérvio.

Djokovic foi desclassificado após o incidente e perdeu a oportunidade de conquistar seu 18º título do Grand Slam e de se aproximar de Rafael Nadal (19) e Roger Federer (20).

Na tarde de domingo, várias horas depois de deixar Flushing Meadows sem falar com a imprensa, Djokovic escreveu no Instagram que estava "extremamente arrependido" por causar o acidente e pediu desculpas aos organizadores do US Open por seu "comportamento".

Membros proeminentes da comunidade do ténis aprovaram a decisão dos juízes de desclassificar Djokovic. De acordo com a Federação Americana de Tênis (USTA), Djokovic violou a regra do torneio Grand Slam que proíbe, quando uma partida ou aquecimento não está em jogo, "bater uma bola intencionalmente de maneira perigosa ou imprudente no court ou bater uma bola com negligência independentemente das consequências."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG