Advogado de Maradona diz que argentino "está sedado" após cirurgia

"Os médicos são quem vai determinar o que esperar da evolução clínica", afirmou Matias Morla, após visitar o antigo jogador.

O ex-futebolista argentino Diego Maradona "está sedado", após uma operação a um hematoma subdural, disse este sábado o seu advogado Matias Morla, que visitou o antigo futebolista na clínica onde permanece internado, em Buenos Aires.

"Vi recentemente Diego, que está a descansar. Os médicos são quem vai determinar o que esperar da evolução clínica", explicou Morla, que se mostrou confiante numa "equipa médica com mais de 10 profissionais" que vão falando com a estrela do futebol.

Sobre a possível alta hospitalar, o advogado disse que "não há hipóteses de sair" tão cedo, porque "está sedado e à espera de novos resultados" a exames.

De acordo com o médico que liderou a equipa de neurocirurgiões responsáveis pela operação, Leopoldo Duque, Maradona tem revelado algumas "perturbações mentais, causadas por jejum e que requerem tratamento", e por isso terá de continuar internado vários dias.

O ex-futebolista, que atualmente é treinador do Gimnasia y Esgrima, de La Plata, foi operado com sucesso na terça-feira à noite a um hematoma subdural, detetado durante um check-up. Maradona, que completou 60 anos na semana passada, tinha sido internado na segunda-feira, anémico, desidratado e deprimido.

O campeão mundial pela seleção da Argentina, em 1986, no México, foi operado numa clínica na província de Buenos Aires. Várias pessoas reuniram-se junto à porta da clínica para demonstrar a admiração pelo agora treinador do Gimnasia, com bandeiras e cânticos.

Mais Notícias