Abel, mais um regresso a Alvalade e agora pode fazer estragos

Treinador do Sp. Braga jogou e treinou o Sporting, clube a quem já venceu por três vezes em cinco jogos e de onde saiu em litígio com Bruno de Carvalho. Este domingo, se vencer, deixa os leões a 10 pontos e passa à condição ao segundo lugar

Abel Ferreira regressa este domingo a Alvalade como treinador do Sp. Braga, uma casa onde atuou seis épocas como jogador e de onde saiu de forma atribulada em julho de 2014, em plena pré-época, quando orientava a equipa B dos leões, em litígio com o então presidente Bruno de Carvalho. Rejeitou ir trabalhar para a Academia, noutras funções, e seguiu a sua vida. Rumou a norte, para pegar no Sp. Braga B. Mas em abril de 2017 foi promovido à equipa principal, sucedendo a Jorge Simão.

Mas voltemos ao Sporting, onde terminou a carreira de jogador na época 2010/2011. A forma discreta mas eficaz com que desarmava os adversários deu depois lugar a um destemido e afoito treinador no banco. Foi nos campos onde disse adeus à carreira de jogador que se iniciou nos comandos de uma equipa. Assim que anunciou o fim da carreira fez o curso de treinador e foi convidado para substituir Sá Pinto no comando técnico da equipa de juniores dos leões, onde treinou Tiago Ilori, João Mário, João Carlos Teixeira, Carlos Mané, Bruma, Filipe Chaby, Ricardo Esgaio e Iuri Medeiros, entre outros.

Com a subida de Sá Pinto a treinador da equipa principal do Sporting, Abel subiu depois um degrau e passou a treinar a equipa B. Foi no comando do conjunto secundário que as coisas começaram a dar para o torto. Um desentendimento com João Mário (seria depois emprestado ao Vit. Setúbal), então a coqueluche da formação leonina, levou a um choque com o então presidente Bruno de Carvalho que o despediu em plena pré-época para dar lugar a Francisco Barão, o então adjunto.

Já depois de ter deixado os leões, em janeiro de 2015, o treinador explicou à rádio Renascença o que motivou a sua saída: "O que aconteceu comigo, a uma escala mais reduzida, foi o que ia acontecendo com o Marco Silva. O presidente aprendeu que o 'eu posso, eu mando e eu quero' não funciona no futebol". Palavras que não caíram bem a Bruno de Carvalho. A SAD do Sporting reagiu em comunicado para explicar que Abel tinha sido "atempadamente" informado da dispensa, que mesmo assim decidiu" comparecer" ao primeiro treino da pré-época, e que, além disso, o clube lhe tinha proposto "trabalhar no projeto de formação de outro clube da I Liga, algo que foi por este rejeitado". Assim como "a possibilidade de se manter a trabalhar na Academia, noutras funções".

Abel recusou tudo e decidiu seguir o seu caminho. Regressou a Braga, onde também jogou, e assumiu o comando da equipa B do clube. E daí subiu à equipa principal dos minhotos, substituindo o dispensado Jorge Simão. Pelo meio fez um jogo como interino. Peseiro tinha sido demitido e o Sp. Braga não conseguia chegar a acordo com o Desp. Chaves para contratar Jorge Simão a tempo do jogo com o Sporting. Foi então promovido por António Salvador.

O jogo era frente ao Sporting e a estreia não podia ter sido melhor. No dia 18 de dezembro de 2016 foi a Alvalade vencer por 1-0, com um golo do também ex-leão Wilson Eduardo. Voltaria depois à equipa B dos minhotos para dar lugar a Jorge Simão, que face aos maus resultados acabou por sair ainda antes de a época terminar, em abril de 2017, abrindo então espaço para a promoção a título definitivo de Abel Ferreira.

O primeiro jogo seria novamente contra os leões, desta vez na Pedreira e com uma derrota do Sp. Braga (3-2, com um hat-trick de Bas Dost). Daí para cá, Abel fez mais quatro jogos contra a ex-equipa: ganhou três e empatou um. Em novembro de 2017, na 11.ª jornada, empatou a dois golos em Alvalade. Na mesma época, no jogo da segunda volta, bateu os leões em Braga por 1-0. Resultado que repetiu já esta época, para o campeonato, em setembro. Em janeiro, as duas equipas encontraram-se nas meias-finais da Taça da Liga. O jogo terminou empatado (1-1), mas Abel e o seu Sp. Braga foram eliminados no desempate por grandes penalidades,

O jogo deste domingo tem uma particularidade. Caso o Sp. Braga vença o Sporting em Alvalade, a equipa de Abel Ferreira distancia-se em definitivo do Sporting e deixa os leões a 10 pontos de distância, além de assumir, à condição, o segundo lugar (o Benfica defronta esta segunda-feira o Desp. Aves). E pode continuar a alimentar o grande sonho do presidente António Salvador, pois mantém-se na corrida pelo título.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG