Vítor Pereira deixa de ser treinador do Shanghai SIPG

O treinador português coloca ponto final num trabalho iniciado em 2018 e que teve como ponto alto o primeiro título de campeão do clube.

O português Vítor Pereira deixou o comando técnico do Shanghai SIPG, três épocas depois de assumir o cargo e após concluída a temporada futebolística na Liga chinesa, anunciou esta quinta-feira o clube.

Num curto comunicado divulgado na rede social Twitter, o Shanghai SIPG enalteceu o trabalho realizado pelo treinador português desde que assumiu o cargo em 2018, ano em que substituiu o compatriota André Villas-Boas, tendo comandado a equipa na conquista do seu primeiro título de campeã nacional.

Em 2019, venceu a Supertaça e, na última temporada, viu a equipa ser eliminada nas meias-finais do campeonato e terminar no quarto lugar, após perder a luta pela terceira posição, e a ser afastada nos oitavos da final da Liga dos Campeões asiática.

O antigo treinador do FC Porto, de 52 anos, além de orientar o Shanghai SIPG, comandou clubes como o Al-Ahli Jeddah (Arábia Saudita), Olympiacos (Grécia), Fenerbahçe (Turquia) e TSV 1860 Munique (Alemanha).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG