Veja o vídeo. O dia em que o Brasil falhou quatro penáltis

Portugal foi eliminado da Taça das Confederações depois de desperdiçar três grandes penalidades. Mas há quem já tenha feito pior

Portugal foi eliminado da Taça das Confederações na lotaria do penáltis e com uma particularidade: no desempate por grandes penalidades, nenhum jogador português conseguiu concretizar o castigo máximo - falharam Quaresma, Moutinho e Nani. Não é uma situação normal, mas a verdade é que não faltam casos de seleções que no desempate por penáltis não conseguiram converter nenhum. Aliás, há um caso bem pior: no dia 17 de julho de 2011, na Copa América, o Brasil desperdiçou quatro... leu bem, falhou quatro penáltis.

O jogo com o Paraguai, que decidia o acesso às meias-finais da competição, terminou empatado a zero após o prolongamento. E no desempate por castigos máximos Elano, Thiago Silva, André Santos e Fred falharam a cobrança das grandes penalidades. Barreto e Estigarribia marcaram e deixaram o Brasil de Mano Menezes (com o benfiquista Júlio César na baliza) pelo caminho.

Mais Notícias