United vs. City. Mourinho está no inferno e Guardiola no purgatório

Os dois treinadores medem hoje forças pela 18.ª vez, com as duas equipas a passar por uma enorme crise de resultados

José Mourinho e Pep Guardiola voltam a defrontar-se nesta noite, às 20.00 (Sport TV1), agora para a Taça da Liga inglesa. No início da época em Inglaterra muito se suspirou pelos confrontos entre Manchester United e Manchester City, não só pela rivalidade entre os técnicos, sobretudo nas épocas em que coincidiram na Liga espanhola, mas também porque as duas equipas eram vistas como as principais candidatas. Agora, porém, há algumas dúvidas sobre o favoritismo de ambos, no seguimento dos últimos resultados e das exibições das equipas. Este será o 18.º embate entre Mourinho e Guardiola, num dos piores arranques de temporada das carreiras dos treinadores.

No que diz respeito a José Mourinho, este até nem é o seu pior registo, dado que na temporada passada, ao serviço do Chelsea, fez pior, com um total de seis derrotas e três empates em 14 jogos realizados por esta altura, contra os oito triunfos, dois empates e quatro derrotas na presente temporada. Já em relação a Pep Guardiola este é mesmo o seu pior arranque como treinador, depois de ter orientado Barcelona e Bayern Munique. Até aqui o pior arranque tinha sido em 2010-2011, com dois desaires e dois empates em 14 partidas, então ao serviço do Barcelona.

No início da presente temporada tudo parecia caminhar para um rumo diferente, tendo em conta os 185 milhões de euros gastos no reforço do plantel por parte do Manchester United e os 213 do rival City. A época até arrancou bem para os dois treinadores. Os red devils começaram por vencer a Supertaça, diante do campeão em título Leicester, e conseguiram quatro vitórias consecutivas. Melhor fez Guardiola, que alcançou um registo de dez triunfos seguidos. E se a crise do Manchester United começou ao quinto jogo, na derrota (1-2) caseira com o City, a dos citizens é bem mais recente - somam atualmente cinco encontros consecutivos sem vencer em todas as competições.

A realidade dos dois clubes é muito semelhante neste momento, isto apesar de o Manchester City liderar a Premier League, com 20 pontos (em igualdade com o Arsenal e o Liverpool), mais seis do que a equipa de José Mourinho. Nos últimos três jogos do campeonato somaram apenas dois pontos e estão ambas a recuperar de duas goleadas por 4-0 - o Manchester United com o Chelsea para o campeonato e os citizens diante do Barcelona, em Camp Nou, na Liga dos Campeões.

Espanhol lidera com vantagem

A rivalidade entre José Mourinho e Pep Guardiola começou a 16 de setembro de 2009, quando o português estava ao serviço do Inter de Milão e o espanhol no Barcelona. Jogava-se a fase de grupos da Liga dos Campeões e o resultado terminou com um empate sem golos. Desde então, porém, tem sido Guardiola a conseguir os melhores resultados, somando até ao momento oito triunfos diante do Special One, contra apenas três vitórias de José Mourinho. Empates foram seis.

A última vitória de Pep Guardiola foi já no decorrer da presente temporada, quando o City se deslocou ao terreno do rival em encontro da quarta jornada da Premier League, tendo vencido por 2-1. Para recuperar a derradeira vitória de José Mourinho é necessário recuar até 21 de abril de 2012, quando representava o Real Madrid: um triunfo sobre o Barcelona, em Camp Nou, por 2-1.

Um dérbi "para homens"

José Mourinho lançou ontem o dérbi com o Manchester City, deixando um recado para dentro do balneário, após os últimos resultados. "Estamos muito, mesmo muito tristes, mas volto a dizer: isto não para meninos, é para homens, temos de ser homens e trabalhar para vencer o próximo jogo", disse o treinador, que preferia que o jogo de hoje fosse para o campeonato.

"Preferia que fosse para a Premier League, pois há um mau sentimento no campeonato depois dos últimos resultados, neste momento estamos a seis pontos do primeiro", afirmou Mourinho, que daqui para a frente acredita numa série de bons resultados.

"Tivemos uma série de jogos difíceis, agora é preciso ganhar. Não digo que são jogos fáceis, mas vamos defrontar Burnley, Swansea, West Ham, Sunderland, Middlesbrough, jogos que temos obrigatoriamente de vencer. E depois ainda os quatro primeiros classificados têm de defrontar-se entre eles e vão certamente perder pontos", salientou Mourinho.

Para este embate contra o Manchester United de Mourinho, Pep Guardiola confirma que vai fazer várias alterações em relação ao habitual onze que costuma utilizar. "Vou dar oportunidades aos mais jovens e menos utilizados", indicou o técnico, elogiando os red devils: "Espero sempre o melhor do Manchester United. Apesar de terem perdido no fim de semana [derrota por 4-0 com o Chelsea] têm uma grande equipa e um grande treinador."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG