Uma única panamenha no meio de belgas

Carolina Lescure foi a única adepta a torcer pelo Panamá contra a Bélgica. E, para ela, qualquer que seja o resultado, a alegria está mais do que garantida

No meio de um mar de adeptos belgas encontrámos o sorriso da única representante do Panamá na Arena do Terreiro do Paço. Com um português perfeito, com sotaque do Brasil, Carolina Lescure, não sabia como disfarçar a emoção do seu país estar pela primeira vez na competição mais importante de futebol do mundo: "É muito emocionante para mim ver o Panamá no Mundial de Futebol. Gostava de estar junto dos adeptos no estádio e partilhar este momento único, é lindo."

Por detrás das lágrimas de alegria, Carolina confessou que estar nesta competição já é motivo de grande orgulho. "Para os panamenhos estar aqui já é uma grande vitória, não penso sequer em passar o grupo. Sabemos que os adversários são mais fortes que nós mas o mais importante é manter a alegria que nos caracteriza como povo", confessou.

Depois de morar vários anos em São Paulo, Carolina voltou agora ao Panamá para viver na sua terra natal, Bocas del Toro. Mas a curiosidade de conhecer Portugal levou-a numa viagem de um mês pelo nosso país, com paragem obrigatória em Lisboa. "Acho que para conhecer bem uma realidade estar apenas uns dias não serve. Reservei um mês para conhecer Portugal e mal termine o jogo vou para o Algarve! E até agora está a ser verdadeiramente maravilhoso", concluiu.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG