Tottenham, de Mourinho, eliminado em jogo "louco" com nove golos

O Everton apurou-se para os quartos de final da Taça de Inglaterra de futebol, ao vencer o Tottenham, de José Mourinho, por 5-4, após prolongamento, num jogo 'louco', com constantes oscilações no jogo e no resultado.

O Tottenham entrou praticamente na frente do marcador, com um golo do central colombiano Davinson Sanchez, logo aos três minutos, mas a reação do Everton produziria efeitos na fase final da primeira parte com três golos de rajada, aos 36, 38 e 43 minutos, do ponta de lança Calvert-Lewin, do avançado brasileiro Richarlison e do médio norueguês Gylfi Sugurdsson, de penálti, respetivamente.

A equipa de José Mourinho conseguiu atenuar a desvantagem quase em cima do intervalo, pelo médio argentino Erik Lamela, aos 45+3, e consumar a recuperação à passagem do minuto 57, mais uma vez pelo central Davinson Sanchez, na sequência de um canto.

A reação da equipa de Carlo Ancelotti valeu-lhe colocar-se de novo da dianteira do marcador, com um 'bis' de Richarlison, aos 68, vantagem que levou a sua equipa a recuar no terreno e permitir que os 'spurs' pressionassem no último terço do campo e chegassem ao 4-4, aos 83, pelo incontornável Harry Kane, que José Mourinho lançara em campo aos 53 minutos, a render o holandês Steven Bergwijn.

A verdade é que o técnico português procurou poupar Kane, o seu jogador mais valioso, que vem de lesão recente e que reaparecera na receção ao West Bromwich, na última jornada da Premier League, deixando-o no 'banco' durante a primeira parte para o lançar já na segunda parte.

O golo de Kane levou o jogo para prolongamento, no qual o Everton acabou por ser a única equipa que teve capacidade para voltar a marcar, aos 97 minutos, pelo médio brasileiro Bernard, que tinha sido lançado ao minuto 70, a render o avançado nigeriano Alex Iwobi.

O guarda-redes internacional sub-21 português João Virgínia não chegou a sair do 'banco' do Everton, enquanto o seu compatriota André Gomes não entrou nas contas de Ancelotti devido a lesão.

Nos restantes jogos de hoje referentes aos oitavos de final, o Leicester venceu o Brighton, com um golo aos 90+4 minutos, pelo avançado nigeriano Kelechi Iheanacho, 'carimbando o passaporte' para os 'quartos', tal como o Sheffield United, que recebeu e venceu o Bristol City, equipa da 'Championship' (segundo escalão) por 1-0, graças a um golo de Billy Sharp, na execução de um penálti.

As duas equipas juntam-se ao Manchester City que, horas antes, deixara pelo caminho o Swansea, também da 'Championship', ao vencer por 3-1 no País de Gales, e ao Bournemouth, da 'Championship', e ao Manchester United, que garantiram o apuramento na terça-feira, perante o Burnley e o West Ham, respetivamente.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG