Tondela, Moreirense ou B SAD? Um deles terá uma vida extra para tentar manter-se na I Liga

Os tondelenses são os únicos que dependem de si para garantirem lugar no play-off. Jogos começam às 15.30.

Tondela, Moreirense ou B SAD? Duas destas equipas vão esta tarde descer automaticamente à II Liga, sendo que uma delas recebe uma espécie de vida extra para tentar manter-se no escalão principal, uma vez que irá disputar um play-off a duas mãos com o terceiro classificado do segundo escalão: Rio Ave, Casa Pia ou Desp. Chaves.

Os três aflitos iniciam os seus jogos este sábado às 15.30 horas, sendo que o Tondela é a equipa em melhor posição, afinal depende apenas de si próprio para ir ao play-off e se vencer, em casa o Boavista, garante o direito a ter dois sonhos: a manutenção e a conquista da Taça de Portugal, pois vai disputar a final com o FC Porto no dia 22. Contudo, aos tondelenses pode também bastar o empate (desde que o Moreirense não ganhe ao Vizela) e até mesmo a derrota (se os dois rivais também perderem).

O treinador Nuno Campos já garantiu que "motivação não falta à sua equipa" para garantir a vitória frente ao Boavista e, dessa forma, garantir o 16.º lugar - o tal que dá acesso à vida extra. "Queremos dar aos nossos adeptos aquilo que eles merecem, porque têm estado sempre connosco", sublinhou o técnico que assumiu a equipa à 27.ª jornada para substituir o espanhol Pako Ayestarán e que, em sete jogos, apenas conseguiu uma vitória e três empates. Ainda, confia que desta vez o triunfo vai cair para o seu lado: "Temos de fazer pela vida, porque dependemos de nós e temos de demonstrar, claramente, que queremos ganhar."

Sá Pinto com "esperança"

As contas do Moreirense, treinado por Ricardo Sá Pinto, são mais complicadas. O facto de ter vantagem no confronto direto com o Tondela permite-lhe alcançar o 16.º lugar se vencer, em casa, o Vizela e se o Tondela não ganhar o seu jogo. Mas também o empate pode servir à equipa de Moreira de Cónegos, desde que os tondelenses percam e o B SAD não ganhe.

Sá Pinto assumiu ontem que "ainda é possível ter esperança", afinal diz ter uma equipa com "bons níveis de confiança" que "não tem desistido apesar de muitas adversidades, algumas delas bizarras, nos últimos jogos". Na prática, a "mentalidade forte" dos jogadores fazem o treinador dos Cónegos dizer que "até ao lavar dos cestos é vindima". "Seria uma grande injustiça não acontecer a permanência", sublinha, acrescentando que "a sorte não pode ser tão madrasta, nem pode haver tanta injustiça".

B SAD "mais abatido"

Muito delicada é a situação da B SAD que depende do que fizerem as outras duas equipas. O play-off só será possível se vencer em Arouca e, ao mesmo tempo, o se o Moreirense não ganhar ao Vizela e o Tondela perder com o Boavista.

O treinador Franclim Carvalho admite a situação complicada que a sua equipa vive, mas não atira a toalha ao chão. "A nossa única motivação é que ainda estamos vivos", assumiu, acrescentando que "não pode existir ansiedade". "Temos de fazer o nosso trabalho, por isso não vale a pena perguntar o resultado dos outros jogos, a menos que estejamos a ganhar por quatro ou cinco golos a dois minutos do fim", avisa, admitindo que "é normal" que os seus atletas estejam "um pouco mais abatidos".

carlos.nogueira@dn.pt

Mais Notícias

Outras Notícias GMG