Tiago Caeiro ajuda Belenenses a bater o Estoril

O avançado revelou-se, este domingo, decisivo para o regresso do Belenenses às vitórias na I Liga portuguesa de futebol, ao participar ativamente nos dois golos do triunfo caseiro sobre o Estoril (2-1)

Tiago Caeiro foi lançado pelo técnico Domingos Paciência aos 71 minutos e, aos 73, desbloqueou o nulo que se registava no Estádio do Restelo, sendo que, 10 minutos volvidos, importunou o guarda-redes Moreira e deixou André Sousa com 'via' aberta para o segundo (83), de nada valendo o tento de Kléber para os visitantes, em tempo de compensação (90+4).

Os 'azuis' conquistaram, assim, a segunda vitória no campeonato, depois de três jogos seguidos sem vencer, enquanto os estorilistas, que terminaram reduzidos a 10 elementos, por expulsão de Allano (78 minutos), somaram o terceiro desaire consecutivo.

O início não foi nada favorável para os estorilistas que, logo aos sete minutos, viram-se privados de Abner, por lesão, o que levou Pedro Emanuel a recuar Allano para lateral-esquerdo, numa alteração que acabou retirar alguma imprevisibilidade ao ataque dos visitantes.

Na primeira parte, nenhuma das equipas foi capaz de criar desequilíbrios na frente, pelo que a maioria dos lances de perigo surgiu na sequência de bolas paradas. Primeiro, foi Eduardo a rematar ao lado, num livre, antes de Nuno Tomás cabecear à figura de Moreira, na sequência de um canto.

Seria precisamente num lance idêntico que Gonçalo Silva dispôs da primeira ocasião para colocar os 'azuis' na frente, mas a barra evitou males maiores para o Estoril, que, logo de seguida, respondeu na mesma 'moeda', com Muriel a opor-se de forma decisiva ao remate de Kléber.

Em cima do intervalo, Pedro Monteiro ficou a centímetros de desviar com sucesso um livre de Eduardo, mas seria o Belenenses a desperdiçar soberana situação para marcar: Diogo Viana cobrou o livre, Bouba Saré desviou ao segundo poste e Maurides atirou com estrondo à barra.

No regresso do descanso, André Claro e o recém-entrado Kyriakou procuraram o golo, ao passo que o Belenenses voltava a acertar na barra, desta feita num livre de Diogo Viana, que Moreira ainda desviou.

À entrada para os últimos 20 minutos, Domingos arriscou na procura da vitória, lançando Tiago Caeiro e retirando o lateral André Geraldes, numa substituição que não poderia ser mais acertada, já que o ponta de lança inaugurou o marcador dois minutos depois de entrar em campo, trabalhando bem sobre Halliche e batendo Moreira.

Do lado do Estoril, Kléber continuava a procurar o golo, mas sem sucesso, e, como um 'azar nunca vem só', os 'canarinhos' não só viram Allano ser expulso, como sofreram novo tento, por intermédio de André Sousa, que finalizou com classe, após Tiago Caeiro ganhar o duelo nas alturas com Moreira.

Com pouco tempo para evitar a derrota, Kléber era a 'face' mais inconformada do Estoril e, depois de muito porfiar, conseguiu o tento de honra, ainda assim insuficiente para os estorilistas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG