Telma Monteiro falha o bronze nos Mundiais

Judoca portuguesa perdeu com a francesa Helene Receveaux

Telma Monteiro perdeu esta quarta-feira no combate pela medalha de bronze na categoria de -57 kg dos Mundiais de judo, em Budapeste, com francesa Helene Receveaux, por 'waza-ari', e terminou em quinto lugar.

No palmarés em Mundiais, Telma, que é cinco vezes campeã europeia e bronze nos Jogos Olímpicos Rio2016, tem cinco medalhas, quatro de prata (Rio de Janeiro2007, Roterdão2009, Tóquio2010 e Chelyabinsk2014) e uma de bronze (Cairo2005).

Em Budapeste, a judoca do Benfica começou por vencer a holandesa Margriet Bergstra (por 'ippon'), a campeã olímpica, a brasileira Rafaela Silva ('waza-ari'), e a canadiana Catherine Beauchemin-Pinard ('waza-ari').

Na luta pelas meias-finais perdeu com a panamiana, de origem alemã, Miryam Roper (derrota por 'waza-ari') e, já no quadro de repescagem, venceu a sul-coreana You jeong Kwon, com dois 'waza-ari', mas perdeu com a francesa Receveaux, por 'waza-ari', o que a deixou no quinto lugar.

Nos masculinos, os judocas portugueses Nuno Saraiva e Jorge Fernandes, em -73 kg, fecharam a participação nos Mundiais com boas prestações.

Jorge Fernandes (48.º do mundo) terminou em nono lugar, depois de realizar quatro combates: venceu o canadiano Bradley Langlois (107.º), com dois 'waza-ari', o angolano Vunge Antunes (138.º), por 'waza-ari' e o costa-riquenho Julian Sancho (325.º), por 'ippon'.

No acesso aos quartos de final, o judoca português encontrou um adversário mais bem cotado, o russo Denis Iartcev (13.º), mas ainda assim conseguiu levar o combate para o prolongamento, no qual perdeu por 'waza-ari' logo no início.

Nuno Saraiva, também nos -73 kg, chegou à capital húngara como 83.º do mundo e teve um início muito bom, ao afastar na ronda inaugural o argelino Oussama Djeddi (53.º), num confronto em que esteve com duas desvantagens de 'waza-ari'.

O judoca conseguiu diminuir o 'fosso' e pontuar para 'waza-ari', para depois chegar à vantagem máxima de 'ippon', a dois segundos do final.

No segundo combate esteve novamente em perda, com o moldavo Norin Tatarescu (207.º), com um 'waza-ari', mas recuperou com dois 'waza-ari' e 'ippon', o que fechou o combate a 11 segundos do seu final.

Diante do ucraniano Artem Khomula (49.º), Saraiva foi completamente anulado, com o português a mostrar pouca capacidade física perante o adversário, que acumulou 'waza-ari' consecutivos (cinco), até concluir com um 'ippon'.

(Informação atualizada à medida que os combates foram decorrendo)

Mais Notícias

Outras Notícias GMG