Sousa Cintra: "Era um homem corajoso e sem medo"

O antigo presidente do Sporting Sousa Cintra destacou esta sexta-feira "a coragem, a postura, o caráter, a força e a dinâmica" como João Rocha, líder leonino entre 1973 e 1986, defendeu sempre o clube.

"A família sportinguista está de luto, porque morreu um grande presidente do Sporting, que marcou muito pela forma como defendeu sempre o Sporting. Era um homem corajoso, sem medo em todas as circunstâncias", disse Sousa Cintra, que presidiu aos "leões" entre 1989 e 1995.Em declarações à agência Lusa, Sousa Cintra reconheceu que João Rocha, que morreu hoje aos 82 anos, "contribuiu decisivamente, com a sua garra e postura, para o engrandecimento da história do Sporting, à qual ficará para sempre ligado"."João Rocha fez sempre o melhor que pôde para engrandecer o Sporting, que tem uma história bonita, fantástica", acrescentou Sousa Cintra, reconhecendo que de momento o clube não está muito bem, mas que vai melhorar.Sousa Cintra afirmou ainda que não é só o Sporting que está de luto, com a morte de João Rocha, mas todo o futebol português e o desporto de uma forma geral, dado o caráter eclético leonino."O Sporting é o clube com mais modalidades em Portugal e que conquistou tudo o que havia a ganhar. Foi campeão da Europa e do Mundo e teve atletas como Carlos Lopes", recordou.Para Sousa Cintra, "o Sporting tem uma história linda e João Rocha contribuiu bastante para o seu engrandecimento"."Temos de lhe prestar homenagem. Que a alma dele descanse em paz. Os sportinguistas não o vão esquecer de certeza. Hoje é um dia de luto, mas a vida continua", referiu.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG