Presidente e treinador de mãos dadas na apresentação

Bruno de Carvalho e Jorge Jesus entraram juntos e passaram imagem de união

Após uma semana em que ganharam eco as palavras críticas do ex-diretor--geral Octávio Machado, que, entre várias coisas, colocou em causa a solidez da relação entre Bruno de Carvalho e Jorge Jesus, presidente e treinador leoninos entraram de mãos dadas e com sorrisos cúmplices na festa de apresentação aos sócios, ontem ao final da tarde/noite, que serviu ainda para o Sporting voltar às vitórias, depois de três desaires anteriores consecutivos nesta pré-época.

Os leões venceram por 2-1 o Mónaco, campeão francês treinado por Leonardo Jardim - o primeiro técnico escolhido por Bruno de Carvalho na presidência do Sporting -, e deixaram sinais de algumas melhoras, com bons pormenores do novo reforço Acuña.

A festa verde e branca teve início cerca de 45 minutos antes do início da partida com o Mónaco, com a apresentação dos 32 jogadores que até ao momento fazem parte do plantel às ordens de Jorge Jesus, sinal de que há nomes que ainda serão dispensados pelo técnico leonino - como Leonardo Ruiz, que vai rumar ao Boavista e foi apresentado com o número 90, Pedro Silva (82), Francisco Geraldes (18) e Ryan Gauld (27). Como esperado, os dispensados Schelotto, Bryan Ruiz, Zeegelaar, Castaignos e Douglas não estiveram na festa.

Um a um, os atletas foram subindo ao relvado, com destaque para o argentino Marcos Acuña, que ficou com a camisola número 9. De resto, os mais aplaudidos acabaram por ser William Carvalho, Adrien Silva e Bas Dost, enquanto Fábio Coentrão dividiu a plateia entre aplausos e alguns assobios. Mas a maior ovação desta apresentação talvez tenha sido mesmo para a entrada de Jorge Jesus e Bruno de Carvalho, de mão dada, acenando ao público e trocando comentários e sorrisos, num sinal de união e sintonia para uma época que é decisiva para o projeto leonino.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG