Montero, o quinto regresso na era Bruno de Carvalho

Colombiano sucede a Nani, João Pereira, Beto e Elias. Já nenhum está em Alvalade mas o avançado de 30 anos assinou contrato por ano e meio com opção por mais dois

Fredy Montero está de regresso ao Sporting. Isto já não é propriamente uma novidade, mas, se analisarmos as contratações leoninas no consulado Bruno de Carvalho - ou seja, desde 2013-14 -, constatamos que começa a existir um padrão nas aquisições feitas. Não se podendo falar numa preferência, há, de certa forma, um privilégio em assinar com jogadores que já vestiram de leão ao peito.

Montero é o quinto jogador, desde que Bruno de Carvalho assumiu a presidência em 2013, que regressa. O primeiro de todos foi Nani, após sete anos ao serviço do Manchester United. O extremo esteve na época 2014-15 em Alvalade, cedido pelos red devils, ao abrigo da transferência de Marcos Rojo. Com Marco Silva no banco venceu uma Taça de Portugal, a segunda da sua carreira. Depois rumou ao Fenerbahçe, tendo depois passado pelo Valência antes de se vincular à Lazio.

Em 2015-16, Jorge Jesus, adepto de jogadores experientes, pediu a contratação do lateral João Pereira, que já tinha orientado em Braga. O defesa, que já tinha representado o Sporting de janeiro de 2010 a junho de 2012, realizou 44 jogos, venceu uma Supertaça, cumpriu um ano e meio do contrato e depois saiu, tal como Nani, rumo à Turquia para defender a camisola do Trabzonspor, onde ainda permanece.

Na época passada, mais dois regressos. O guarda-redes internacional Beto, que tinha sido formado em Alvalade, materializou o sonho de representar a equipa principal dos leões, um objetivo que o seu pai, entretanto falecido, não presenciou. Foram nove jogos a substituir Rui Patrício, sem comprometer em nenhum deles e com exibições decisivas à mistura. No final da época, perante a possibilidade de poder estar presente no Mundial, sensibilizou Jorge Jesus e Bruno de Carvalho e estes deixaram-no sair. Curiosamente, Beto seguiu as pisadas de Nani e de João Pereira e transferiu-se para a Turquia, onde representa o emergente Göztepe.

O presidente "meio maluco"

Elias entrou depois de Beto, mas saiu antes - em janeiro de 2017. Não durou mais de seis meses, apesar de ter sido um pedido de Jorge Jesus, que já o desejava no Benfica.

O regresso de Elias acabou por ser o mais surpreendente de todos. Não pela sua qualidade, mas porque um dos primeiros atos de gestão de Bruno de Carvalho teve que ver com a sua venda, numa situação herdada de Godinho Lopes. Em 2014, após o final do impasse que o impedia de jogar, o internacional brasileiro adjetivou o líder leonino com palavras pouco meigas. "Queria muito ter voltado para o Flamengo. Acho que foi birra porque o presidente do Sporting é meio maluco. Ele próprio diz isso sobre si...", disse Elias.

Mas a verdade é que o médio regressou mesmo em 2016, contudo a sua contratação foi feita para acautelar a saída de Adrien para o Leicester, que não chegou a verificar-se. E, na comparação com o campeão europeu, Elias saiu sempre a perder. Por isso, seis meses depois voltou ao Brasil para representar o Atlético Mineiro, no qual é peça nuclear.

A treinar em Seattle

Fredy Montero, o quinto regressado a Alvalade na era Bruno de Carvalho e o único contratado duas vezes pelo presidente do Sporting, chegou a Lisboa com défice de competição, visto que o último encontro que realizou foi a 3 de novembro, na 2.ª mão da meia-final da Major League Soccer que os Vancouver Whitecaps perderam diante dos Seattle Sounders, equipa que o colombiano tinha representado antes de ingressar no Sporting em 2013.

Montero, que assinou por ano e meio com mais duas épocas de opção (cláusula de rescisão de 60 milhões), não tem estado integrado em nenhuma equipa, mas o DN sabe que o avançado tem-se treinado diariamente em Seattle, cidade onde ganhou raízes e tem residência, de forma a sentir o menos possível o regresso à competição.

A sua utilização não estará para breve mas em fevereiro, depois de uma pequena pré-época a realizar na Academia, estará operacional para os sete encontros agendados que o Sporting tem de disputar.

Ao que o DN apurou, Jorge Jesus quando soube da disponibilidade do colombiano deu luz verde à contratação, pois considera que Montero tem as características necessárias para fazer dupla com Bas Dost (e Doumbia).

"Bem-vindo, meu menino leão Montero! Eu disse-te: "Duas épocas e estarás de volta!", escreveu o presidente dos verdes e brancos na rede social Facebook com uma foto sua juntamente com o colombiano a ilustrar a publicação.

"Estou feliz por estar aqui e só quero acrescentar o meu talento à equipa. Deus queira que nesta minha segunda parte possamos conseguir o título. Esse é o objetivo número um", disse ontem Montero, autor de 37 golos em 94 jogos na primeira passagem por Alvalade.

Hoje começa a segunda etapa, apresentando-se em Alcochete, onde vai "conhecer os novos jogadores e dar um abraço aos velhos conhecidos" como Rui Patrício, Jonathan Silva, William Carvalho, Bryan Ruiz, Iuri Medeiros, Gelson Martins e Bruno César, futebolistas que já partilharam balneário com o colombiano.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG