Mané e Bruma lembrados em campanha eleitoral na Guiné

Os futebolistas luso-guineenses Carlos Mané e Bruma foram, esta segunda-feira, nomes em destaque num comício de Domingos Simões Pereira, cabeça de lista do PAIGC às eleições legislativas de 13 de abril na Guiné-Bissau.

Num encontro com jovens em Bissau, Domingos Simões Pereira, líder do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), classificou os dois jovens jogadores como "elementos que trazem orgulho" aos guineenses.

"Quando ouvimos o nome de Carlos Mané a ser considerado um jogador revelação em Portugal e o Bruma a marcar golos na Turquia ficamos todos orgulhosos", disse Simões Pereira.

Sportinguista assumido e praticante de futebol, o candidato a primeiro-ministro da Guiné-Bissau afirmou que os nomes dos dois jogadores fazem parte de um rol de personalidades nascidas na Guiné-Bissau, "mas que só lá fora são reconhecidos".

Domingos Simões Pereira, presidente do clube de velhas glórias do futebol guineense, diz que se for eleito primeiro-ministro nas eleições gerais de 13 de abril vai diligenciar no sentido de o governo homenagear essas personalidades.

Além dos dois jogadores nascidos na Guiné-Bissau, mas formados no Sporting, em Portugal, o dirigente político destacou esta segunda-feira outro guineense, Carlos Lopes, secretário-geral adjunto das Nações Unidas e secretário executivo da Comissão Económica para África, com sede em Addis Abeba, Etiópia.

O órgão é atualmente a principal estrutura da ONU dedicada ao continente africano agregando mais de 300 economistas.

Para o presidente do PAIGC, pessoas como Carlos Lopes, Carlos Mané, Bruma ou ainda o cantor Zé Manel, que em 2010 foi galardoado com o prémio Kora (que distingue os melhores da musica africana) na África do Sul, "honram o nome da Guiné-Bissau" pelo que, acrescentou, "merecem ser distinguidos" pelos guineenses.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG