Leões com lucro de 7,2 milhões no primeiro trimestre

Vendas de Tiago Ilori e Bruma e redução dos custos operacionais asseguram resultados positivos no primeiro trimestre da época.

A SAD do Sporting registou um lucro de 7,2 milhões de euros no primeiro trimestre fiscal, o que contrasta com o prejuízo de 7,7 milhões de euros registado em igual período do ano passado.

Segundo o comunicado enviado nesta sexta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SAD "leonina" justifica os resultados em duas vertentes: a redução dos custos operacionais e mais-valias com a venda de passes de jogadores, nomeadamente Bruma e Tiago Ilori.

De acordo com o Sporting, em termos de Custos Operacionais, "verificou-se uma acentuada redução das rubricas de `Custos com Pessoal" e `Fornecimentos e Serviços Externos", em consequência do processo reestruturação financeira e operacional".

Este processo no Sporting levou à redução do número de trabalhadores e salários, associada a uma otimização dos restantes custos operacionais. Adicionalmente, adianta o clube, a redução da rubrica de "Fornecimentos e Serviços Externos" explica-se também pela não participação nas competições europeias.

A SAD sportinguista destaca ainda o fator das mais-valias registadas com a transação de passes de jogadores, que atingiu o montante de 16,2 milhões de euros, um aumento de 12,2 milhões de euros em relação ao exercício anterior.

Os "leões" destacam este contributo para que os Resultados Operacionais fossem mais positivos em 14,6 milhões de euros do que no primeiro trimestre do exercício anterior.

Já em relação ao decréscimo verificado nos Proveitos Operacionais -- Prestações de Serviços, a SAD "leonina" justifica no facto de este ser reflexo da não participação nas competições europeias e da diminuição de receitas de quotizações, a qual se ficou a dever à decisão do Conselho de Administração de não afetação de quotas entre clube e SAD, no âmbito do processo de reestruturação financeira do grupo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG