"Estamos todos curiosos pelo William"

Treinador leonino assume que o médio pode sair e criticou os adeptos por terem manifestado dúvidas na equipa quando o empate persistia

Jorge Jesus raramente foge às perguntas. E sobre a ausência de William Carvalho no encontro com o V. Setúbal deu a entender que não foi apenas o problema físico contraído na Vila das Aves que o levou a prescindir do internacional português.

"Estamos todos curioso pelo William. É um jogador com muito mercado, muito cobiçado. Para além disso, tivemos alguns problemas no último jogo, como o William, o Bas Dost e o Adrien, que só treinou ontem. Como sabia que o William não pode jogar na Champions, também tinha de dar minutos ao substituto e o Battaglia fez um grande jogo. Isso tudo, com os pormenores da cobiça ao jogador..", referiu para depoi ser questionado se a auência também foi uma medida de proteçãoa o futebolista, numa altura em que o West Ham está assumidamente interessado no atleta.

"Foi para proteger o William, o Sporting, tudo. Enquanto não existirem certezas absolutas, temos de jogar com as incertezas", salientou.

Depois fez uma análise ao encontro e uma chamada de atenção aos adeptos: "O Sporting fez um excelente jogo. O resultado não traduz a excelência do que a nossa equipa fez, mas há um motivo: a defesa do V. Setúbal. O adversário fechou muito bem os caminhos. O Sporting teve sempre muita dinâmica ofensiva e até mais na segunda parte, com a entrada de Doumbia, que criou mais oportunidades pelo corredor central. Precisamos que os adeptos estejam connosco até ao fim. Precisamos de estar todos unidos. Hoje, quando não estávamos a conseguir criar, os adeptos começaram a mostrar dúvidas. Quando acreditas na tua equipa, tal como eu, tens de ir até ao fim com ela, sempre. É isso que quero que os adeptos façam. Temos de estar juntos. Os adeptos são impecáveis, mas todos juntos é mais fácil. Nos últimos 16 anos estivemos demasiadas vezes separados... Temos capacidade, temos de nos juntar. Assim será mais fácil. Os nossos rivais têm coisas que nós estamos a tentar criar há dois anos."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG