Bas Dost lesiona-se mas Sporting está tranquilo

Avançado magoou-se no treino da Holanda e está em dúvida para esta noite. Iluminação do estádio de Oleiros reavaliada hoje

Bas Dost é nos dias que correm uma enorme dor de cabeça para o Sporting. Porque não há Doumbia até final do mês, sensivelmente, e também porque o melhor marcador do campeonato da época passada sofreu um toque no treino da sua seleção na última quarta-feira e ontem, já em solo bielorrusso, teve que abandonar a sessão depois de uma aparente entrada de um colega que o deixou por terra.

A imprensa holandesa fala de um problema no joelho direito e garante que a presença do dianteiro no Bielorrússia-Holanda desta noite é, no mínimo, "muito duvidosa". Mas há também quem garanta que Bas Dost está a contas com um problema no joelho direito cuja gravidade é desconhecida bem como o tempo de paragem.

Ainda assim, o DN sabe que o Sporting está, dentro dos possíveis, tranquilo em relação à condição física de Bas Dost. O clube de Alvalade, em especial o seu departamento médico, tem uma comunicação fluída com a federação holandesa e como não houve qualquer tentativa de contacto por parte dos holandeses isso pode significar que nada de mais se passa com Bas Dost.

Este é um assunto que merece algum cuidado na análise, principalmente do ponto de vista leonino visto que encontra-se a jogar sem rede no que toca à sua linha atacante. Doumbia está no estaleiro e, possivelmente, só estará disponível para a receção à Juventus agendada para 31 de outubro. Até lá o Sporting defronta o Oleiros (Taça de Portugal), Juventus (Liga dos Campeões), Chaves (I Liga), U. Madeira (Taça da Liga) e Rio Ave (I Liga). Se não ter Doumbia já era mau, ficar sem Bas Dost então pode tornar-se um pesadelo para Jorge Jesus, que para o jogo da Taça de Portugal deve fazer alinhar o angolano Gelson Dála que tem dado muito boas indicações.

As próximas horas serão elucidativas para se perceber que tipo de lesão tem Bas Dost.

Iluminação revaliada hoje

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) esteve ontem em Oleiros para aquela que seria a vistoria final ao estádio do clube do Campeonato de Portugal tendo em vista ao encontro da Taça de Portugal, a realizar na próxima quinta-feira entre a formação do distrito de Castelo Branco e o Sporting.

Ainda não foi tomada uma decisão definitiva tendo ficado marcada para o dia de hoje uma revaliação à iluminação, um fator preponderante, sobretudo no que toca à transmissão televisiva. A potência dos holofotes ontem ficou aquém do exigido.

Como se sabe, Bruno de Carvalho, anteontem, colocou um ponto final nas divergências entre o Sporting e o Oleiros, pois o clube de Alvalade mostrava-se reticente em jogar num campo sintético. Contudo, o líder leonino informou que os leões estariam em Oleiros com todo o orgulho e que doaria a sua parte da receita aos bombeiros locais... isto se a Federação homologasse o estádio. O que não aconteceu ontem.

Caso as pretensões das gentes de Oleiros não sejam atendidas, o jogo passará, em princípio, para Coimbra. Se tal acontecer nenhum dos três grandes jogará no estádio do seu adversário na próxima eliminatória da Taça de Portugal - o FC Porto defronta o Lusitano de Évora no Restelo e o Benfica enfrenta o Olhanense no Estádio do Algarve.

Ainda ontem, Nuno Saraiva, diretor de comunicação do Sporting, a propósito de uma notícia que referia que Jorge Jesus queria cinco reforços para janeiro, explicou quais os cinco reforços que o clube realmente deseja, entre eles um presidente do Conselho de Disciplina que não esteja "em campanha permamente contra o cidadão Bruno de Carvalho" e uma "decisão com punição dos responsáveis nos casos vouchers e emails e fim da impunidade do apoio ilegal às claques ilegais".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG