Sporting vence Inter Movistar e está na final Champions de futsal

Os leões venceram por 5-2 e segunda-feira vão lutar pelo seu segundo título europeu.

O Sporting apurou-se este sábado para a final da Liga dos Campeões de futsal, ao vencer os espanhóis do Inter Movistar 5-2, em encontro das meias-finais da prova, que decorre em Zadar, na Croácia.

O Sporting chegou ao intervalo já em vantagem de 2-1, depois dos golos de Cavinato e do guarda-redes Guitta, tendo Borja marcado para os espanhóis. Taynan colocou os leões a vencer por 3-1, antes de Tomas Paço reduzir pela última vez para o Inter, com a equipa portuguesa a fechar o resultado, com golos de Pany Varela e Erick.

O conjunto orientado por Nuno Dias vai tentar, na segunda-feira, alcançar o seu segundo troféu na prova, depois do conquistado em 2019, defrontando na final o vencedor da outra meia-final, entre os espanhóis do Barcelona e os cazaques do Kairat Almaty, que eliminaram o Benfica.

O triunfo do Sporting foi suado num encontro em que o guarda-redes brasileiro Guitta foi gigante, pois fez uma exibição monstruosa na baliza dos leões, com praticamente duas mãos cheias de excelentes intervenções, e contribuiu ainda com um golo, o segundo da sua equipa, aos 12 minutos.

Com este resultado, o Sporting regressa à final da Liga de Campeões, depois do título conquistado em 2019, num palco em que também marcou presença em 2011, 2017 e 2018, embora sem conseguir levantar o troféu.

O encontro na Kresimir Cosic Sports Hall começou praticamente com o primeiro golo do Sporting, logo aos dois minutos, num lance em que Cavinato aproveitou da melhor forma um erro infantil de Jesús Herrero, guarda-redes do Inter.

O golo madrugador do ala italiano fez tremer a formação espanhola e o Sporting somou algumas oportunidades para poder aumentar a diferença, todas sem sucesso, até que Inter começou a pegar na partida.

Nessa altura, entrou em cena Guitta, com várias defesas a impedir o empate da partida, mas o guardião brasileiro não conseguiu fazer aos 12 minutos, quando Borja apareceu sozinho à frente, num dos poucos erros defensivos do Sporting em toda a partida.

Segundos depois, ainda os espanhóis estavam a festejar, Guitta pegou na bola e do meio campo lançou um míssil que foi parar às redes do Inter, depois de ainda bater em Borja.

O Sporting estava de novo em vantagem e, com algum sofrimento à mistura assim continuou até ao intervalo.

Tal como já tinha acontecido na primeira parte, a equipa de Nuno Dias iniciou a segunda metade do encontro em cima do Inter e voltou a marcar, desta vez por Taynan, aos 24 minutos, com um forte remate de pé esquerdo, ainda com Jesus Herrero a tocar na bola.

Com este golo, o Sporting passou a ter uma atitude mais defensiva, dando o controlo da partida ao Inter, e Guitta voltou a estar em destaque, mostrando-se praticamente imbatível na baliza leonina.

Aos 32 minutos, um lance infeliz de Tomás Paço acabou por relançar o Inter no duelo da meia-final, mas, tal como já tinha acontecido anteriormente, o Sporting respondeu com rapidez ao golo sofrido, desta vez com um grande trabalho de Pany Varela, aos 35.

Até final, com o Inter a atuar com cinco jogadores de campo e sem guarda-redes, o Sporting formou um bloco defensivo praticamente intransponível e chegou mesmo a voltar a marcar, a seis segundos do fim, com Erick a aproveitar a baliza deserta dos espanhóis.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG